Chile

2016

 

Cinema e Multimédia

IQUIQUE | 25-04-2016 — 29-04-2016

Mostra de Cinema Português

O objetivo deste certame era levar cinema português a Iquique, divulgando naquela região do norte do Chile, alguns dos filmes, realizadores e temas mais representativos da cultura portuguesa.

Através da seleção apresentada, convidavam-se os espetadores a aprofundar o seu conhecimento acerca do cinema português, através de dois dos seus realizadores mais representativos: Manoel de Oliveira e José Fonseca e Costa, e de um dos seus realizadores mais promissores: Miguel Gonçalves Mendes.

Pretendia-se ainda gerar um encontro com música e literatura portuguesas, através do fado, e de José Saramago, uma das figuras maiores da literatura.

Foi, também, proporcionada uma “viagem” através das paisagens e história(s) de duas das cidades mais carismáticas de Portugal: Lisboa e Porto.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile, Camões, I.P., colaboração Universidade Arturo Prat (UNAP) de Iquique

SANTIAGO DO CHILE | 26-05-2016 — 05-06-2016

Cinema Português presente no Festival de Cinema Europeu

Portugal esteve representado na 18ª edição do Festival de Cinema Europeu que decorreu no Chile, com “O Cônsul de Bordéus” (2011), de Francisco Manso e João Correa, e “Alentejo Alentejo” (2014), de Sérgio Tréfaut.

O Festival de Cinema Europeu é um dos eventos culturais mais relevantes no Chile em termos de divulgação do cinema europeu, não só em Santiago do Chile, mas também em diversas outras regiões do país, de norte a sul. Trata-se de um evento de grande importância no que diz respeito à ação cultural conjunta dos países da UE no Chile, razão pela qual a presença de Portugal se afigura como fundamental para a divulgação do cinema português no Chile.

Apoios: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e do Camões, I.P.

SANTIAGO DO CHILE | 09-06-2016 — 01-07-2016

Portugal presente na Mostra de Cinema Iberoamericano

Portugal esteve representado na 10ª Mostra de Cinema Iberoamericano, que decorreu em Santiago do Chile, com os filmes Lisboetas (2004), de Sérgio Tréfaut e Ocidente (2014, co-producción), de Ana Vaz.

A edição 2016 desta mostra foi dedicada à problemática das migrações.

Apoios: Camões, I.P. e Embaixada de Portugal em Santiago do Chile

Interdisciplinar

SANTIAGO DO CHILE | Universidade de Santiago do Chile | 12-10-2016

Inauguração do Centro de Língua Portuguesa - Camões

A Embaixada de Portugal e o Leitorado do Camões, I.P. promoveram a inauguração do Centro de Língua Portuguesa - Camões na Universidade de Santiago do Chile (USACH).

Depois da cerimónia de inauguração, foi apresentado o novo livro do escritor português José Luís Peixoto, Galveias, traduzido para o espanhol numa nova edição chilena, com a presença do autor.

O Protocolo de Cooperação entre o Camões, I.P. e a Universidade de Santiago do Chile foi assinado, a 13 de agosto de 2014, em Santiago do Chile, com o objetivo de estabelecer programas de cooperação com vista ao aprofundamento dos estudos relativos à Língua e à Cultura Portuguesas.

No âmbito desta cooperação interinstitucional, a Universidade de Santiago do Chile manifestou o seu interesse no acolhimento de um Centro de Língua Portuguesa, tendo sido assinado a 8 de junho de 2015 o Protocolo de cooperação com esse objetivo.

Patrocínio: Camões – Instituto da Cooperação e Língua

Música

SANTIAGO DO CHILE | Teatro Municipal de Las Condes | 10-05-2016

Concerto do tenor José D´Eça

Realizou-se, no dia 10 de maio, no Teatro Municipal de Las Condes, em Santiago do Chile, o terceiro Concerto da Temporada Internacional 2016 do Conservatório de Música da Universidade Mayor, no qual atuou o tenor português José D’Eça. A sua atuação integrou as celebrações do Dia da Europa no Chile.

Com apenas 21 anos, este jovem tenor português conta já com uma série de atuações como solista. José D’Eça participou em obras tais como “Amahl e os visitantes noturnos” de Menotti, “Música no coração” de Oscar Hammerstein, “Eloise” de Karl Jenkins, “Brundibar” de Hans Krása y “Die Zauberfloete ” de Wolfang Amadeus Mozart.

Organização: Conservatório de Música da Universidade Mayor

Apoio: Embaixada de Portugal no Chile e o Camões, I.P.

VALPARAÍSO | 24-05-2016

“Fado ao Fim do Mundo” nas Comemorações do Dia da Liberdade

No âmbito das comemorações do dia 25 de Abril vai realizou-se um concerto do grupo “Fado ao Fim do Mundo” no Parque Cultural Valparaíso, no dia 24 de abril de 2016.

O grupo “Fado ao Fim do Mundo” - constituído pela voz de Paulina Muñoz e a guitarra portuguesa de Jorge Prado - propõe recriar fados clássicos de Amália Rodrigues, Carlos do Carmo, entre outros, além de canções portuguesas de novas correntes com influência do fado. No repertório do grupo incluem-se ainda adaptações de poemas musicados de importantes poetas, como Florbela Espanca e Fernando Pessoa.

“Fado ao Fim do Mundo” é a primeira proposta chilena deste género e irá contemplar a gravação do primeiro disco do grupo, além de concertos em salas de espetáculo do Chile. Pretende-se promover em Valparaíso, cidade portuária de grande dinamismo cultural, um dos géneros musicais mais representativos da cultura portuguesa, considerado Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2011.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e Parque Cultural de Valparaíso

Apoio: Camões, I.P

SANTIAGO DO CHILE | Teatro Nescafé de Las Artes | 06-06-2016 — 08-06-2016

Festival de Fado

Realizou-se pela primeira vez no Chile, um Festival de Fado, o qual contou com uma atuação da fadista Carminho, no Teatro Nescafé de Las Artes, no dia 7 de junho de 2016.

O Festival de Fado nasceu em 2011, em Madrid, e realizou-se este ano em seis capitais da Europa e da América Latina. A maior mostra de Fado a nível internacional apresenta artistas de primeiro plano, filmes importantes e raros, conferências, workshops que ajudam a entender os mistérios do fado, além de uma exposição sempre diferente com o selo de qualidade do Museu do Fado de Lisboa.

Este ano o Festival de Fado chegou finalmente a Santiago do Chile transportando consigo um pouco da carismática capital portuguesa, Lisboa. Esta 1ª edição do Festival de Fado visava recriar, transportar e dar a conhecer ao público chileno as Casas de Fado.

Organização: Embaixada de Portugal, Camões, I.P., em colaboração com o Teatro Nescafé de Las Artes, a Fundação Cultural de Providencia e o Centro Comunitário Bellavista

 

2015

 
Artes Performativas 

SANTIAGO DO CHILE | Café Literário Parque Bustamante | 25/04/2015

Celebração do 25 de Abril

A Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e o Leitorados do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. em Santiago do Chile, em colaboração com o Café Literário Bustamante celebraram o 25 de Abril com um recital de poesia pelos alunos de português.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e Leitorado do Camões, I.P.

Apoio: Camões, I.P.

Artes Visuais

SANTIAGO DO CHILE | 11-09-2015 — 27-12-2015

Exposição “Sombra del Cóndor” do fotógrafo português João Pina

A exposição "Sombra del Cóndor" do fotógrafo português João Pina esteve patente no Museu da Memória e dos Direitos Humanos em Santiago do Chile. Esta iniciativa teve o apoio da Embaixada de Portugal e do Camões, I.P.

João Pina é um fotógrafo que aborda nos seus projetos pessoais a imagem a partir do ponto de vista da memória coletiva, procurando retratar a história das sociedades social e politicamente em forma de imagens documentais. O seu trabalho “ Sombras del Cóndor” constitui parte do resultado de um trabalho de investigação sobre o “Plano Cóndor”, que uniu seis países latino americanos governados por ditaduras com o objetivo de eliminar os seus opositores e que resultou na morte de mais de 60.000 pessoas.

A Mostra apresenta mais de 110 fotos que resultam de nove anos de estudo, mostrando o que foi a Operação Condor, aliança político-militar entre as várias ditaduras militares na América do Sul durante a década de 1970.

Apoios: Camões, I.P., Embaixada de Portugal em Santiago do Chile

SANTIAGO DO CHILE | 22-09-2015

Fotógrafo Armindo Cardoso inaugura exposição “Un otro sentimiento del tiempo. Chile, 1970-1973”

A Biblioteca Nacional do Chile, em Santiago, acolheu a apresentação do livro e a inauguração da exposição “Un otro sentimiento del tiempo. Chile, 1970-1973”, do fotógrafo português Armindo Cardoso.

Esta iniciativa realizou-se no âmbito do primeiro seminário “Diálogos de las Memorias: Cruces temáticos para un país diverso”, organizado pela Biblioteca Nacional do Chile. O evento contou com a presença de Armindo Cardoso, da jornalista Faride Zerán, Prémio Nacional de Jornalismo 2007, e do escritor Jorge Baradit.

A coleção de Armindo Cardoso, adquirida em 2013 pela Biblioteca Nacional do Chile, revertida em livro e agora apresentada nesta exposição, é composta por mais de 4000 negativos a preto e branco. Contém retratos de políticos, artistas e intelectuais chilenos, além de imagens de paisagens e habitantes anónimos de todo o Chile, do período de 1970 a 1973.

Armindo Cardoso, fotógrafo português exilado em França a partir de 1965, residiu no Chile entre 1969 e finais de 1973, integrando a equipa fundadora do semanário “Chile Hoy”. Poucos dias após o golpe militar de 11 de setembro de 1973, refugiou-se na Embaixada da Venezuela em Santiago do Chile, onde permaneceu até dezembro, altura em que, com o apoio da Embaixada de França, conseguiu voltar para Paris. 

Familiares e amigos esconderam num terreno duas caixas com milhares de negativos da sua autoria. Esses negativos, que o adido cultural francês de então resgatou e enviou, através da mala diplomática, para França, foram devolvidos a Armindo Cardoso em 1974 pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros daquele país. No final de 2013, a Biblioteca Nacional do Chile adquiriu essa coleção de fotografias inéditas no Chile.

Organização: Biblioteca Nacional do Chile

Apoio: Camões, I.P. e Embaixada de Portugal em Santiago do Chile

Cinema e Multimédia

SANTIAGO DO CHILE | 12/03/2015

Projeção do filme "O Livreiro de Santiago", homenagem a Carlos George Nascimento

Realizado por Zeca Medeiros, realizador e músico oriundo dos Açores, este filme pretende homenagear e contar a história de Carlos George Nascimento (1885 – 1966), cidadão português originário da ilha do Corvo (Açores) e figura de extraordinário relevo para a edição e produção da literatura chilena.

Esta iniciativa pretende marcar simultaneamente o encerramento da exposição multidisciplinar "Nascimento, de mar a mar, uma odisseia editorial" a qual tem estado patente na Biblioteca Nacional do Chile, desde dezembro de 2014.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e Leitorado do Camões, I.P.

Apoios: Camões, I.P., Biblioteca Nacional do Chile

SANTIAGO DO CHILE | 12-05-2015

Portugal representado no Festival de Cinema Europeu no Chile

Cinema Português na 17ª Edição do Festival de Cinema Europeu 2015 no Chile

O Festival de Cinema Europeu é uma janela aberta para mostrar a cultura cinematográfica portuguesa contemporânea.

Nesta edição, participaram três realizadores de três gerações diferentes, com percursos distintos e obras diversas.

Apoio: Camões, I.P.

SANTIAGO DO CHILE | 05-11-2015 — 15-11-2015

Participação portuguesa na Mostra de Cinema Iberoamericano

Com o apoio dos Leitorados do Camões, I.P. no Chile e da Embaixada de Portugal naquele país, a 9ª Mostra de Cinema Iberoamericano, que decorreu em Santiago do Chile entre 5 e 15 de novembro de 2015, contou com a presença de dois filmes portugueses: “O Cônsul de Bordéus”, de João Corrêa e Francisco Manso, e “O Estranho Caso de Angélica”, de Manoel de Oliveira.

Apoio: Leitorados do Camões, I.P. e Embaixada de Portugal

Interdisciplinar

SANTIAGO DO CHILE | 24-08-2015 — 25-08-2015

X Jornadas Brasileiras e VII Jornadas de Culturas de Língua Portuguesa no Mundo

Entre os dias 24 e 25 de agosto de 2015 decorreram as X Jornadas Brasileiras e VII Jornadas de Culturas de Língua.

Num vasto programa que abordou as “Memórias e meios visuais nas culturas de língua portuguesa”, esta edição irá dedicou-se ao trabalho da memória na cultura visual de Portugal, Brasil e África lusófona.

O contributo da cultura portuguesa foi analisado através de comunicações dedicadas aos cineastas Manoel de Oliveira e Pedro Costa, ao pensador Agostinho da Silva e de uma apresentação de Vera Fonseca, leitora do Camões, I.P. no Chile, que analisou o filme 48, obra da realizadora Susana Sousa Dias.

Organização: Centro de Estudios Culturais Latinoamericanos (CECLA), Universidade do Chile e Leitorado do Camões, I.P.

Apoio: Camões, I.P.

Língua

SANTIAGO DO CHILE | Parque Bustamante | 24-10-2015

Leitorado do Camões, I.P. na Festa dos Idiomas

Nesta edição da Festa dos Idiomas, que se realiza no día 24 de outubro de 2015, no Parque Bustamante, vários institutos de língua e cultura com sede em Santiago do Chile estarão presentes e divulgarão a língua e cultura dos seus respetivos países. O leitorado do Camões – Instituto de Cooperação e da Língua, I.P. estará novamente presente nesta edição especial.

A oferta do leitorado do Camões I.P. inclui aulas de Português Língua Estrangeira (PLE), o sorteio de uma inscrição num curso de PLE entre os participantes das aulas express e um concerto de música de língua portuguesa. Além disso, no seu stand, o público poderá receber mais informações acerca da oferta educativa e cultural do Camões, I.P. em Santiago do Chile.

Organização: Leitorado do Camões, I.P.

Apoio: Camões, I.P.

Literatura

SANTIAGO DO CHILE | Café Literário Parque Bustamante | 09-03-2015 — 15-06-2015

Primeira edição do Clube de Leitura Identidades e Memórias em Português

Tratou-se de uma oportunidade de dar a conhecer ao público chileno obras de importantes autores de língua portuguesa, modernos e contemporâneos, em torno de questões como os binómios nação/fronteiras, identidade/pluralidade, passado/presente e memória/esquecimento.

Estiveram presentes os autores Lídia Jorge, António Lobo Antunes e José Saramago (Portugal), Érico Veríssimo (Brasil), Mia Couto (Moçambique), José Eduardo Agualusa (Angola) e Germano de Almeida (Cabo Verde).

A discussão foi conduzida por Vera Fonseca, leitora do Camões, I.P. no Chile, Universidade de Santiago do Chile e Universidade do Chile, e por Isaque de Carvalho, investigador de doutoramento em Filosofia Luso-Brasileira pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e Leitorado do Camões, I.P.

Apoio: Camões, I.P.

Música

SANTIAGO DO CHILE | Teatro Nescafé | 24-11-2015

Novo Trio de Mário Laginha em concerto

O compositor e pianista Mário Laginha e o seu “Novo Trio” apresentaram-se em concerto em Santiago do Chile, numa iniciativa apoiada pelo Camões, I.P. e a Embaixada de Portugal no Chile.

Mário Laginha chegou a este país, juntamente com Francisco Brito (contrabaixo) e Miguel Amaral (guitarra portuguesa) com uma proposta que pretende romper os esquemas da música clássica e contemporânea, através da fusão destes três instrumentos.

O trio trouxe a concerto o seu primeiro álbum, “Terra Seca”, que apresenta arranjos próximos do jazz, da música clássica e do fado – sem, contudo, estar propriamente confinado a um dos estilos – para estabelecer uma nova dimensão sonora.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile e Leitorado do Camões, I.P.

Apoio: Camões, I.P. e Embaixada de Portugal em Santiago do Chile

 

2014

 

Artes Visuais

SANTIAGO DO CHILE | Biblioteca Nacional do Chile | 10/12/2014 - 12/03/2015

Exposição de homenagem ao “visionário” editor português Carlos George Nascimento

Esta mostra multidisciplinar mostra, pela primeira vez, ao público chileno uma visão ampla de quem foi Carlos George Nascimento, nas suas manifestações enquanto cidadão português no Chile, cujas origens se situam na ilha do Corvo, arquipélago dos Açores, e enquanto editor visionário e promotor da literatura chilena.

Carlos George Nascimento foi o fundador da editora “Nascimento”, que durante cerca de 70 anos teve um papel pioneiro, singular e decisivo na publicação e divulgação da obra de alguns dos mais importantes escritores chilenos, entre os quais os prémios Nobel da Literatura Gabriela Mistral e Pablo Neruda, e outros internacionalmente conhecidos como Nicanor Parra.

A viagem proporcionada pela exposição completa-se com a exibição de um excerto do documentário do realizador português Gonçalo Tocha "É na Terra Não é na Lua" (2011), vencedor da competição internacional da IX edição do Festival DocLisboa, figurando como um paralelo cinematográfico a um diário de bordo no qual se registam impressões de partidas e regressos e que tem como centro narrativo a ilha vulcânica do Corvo.

Organização: Embaixada de Portugal em Santiago do Chile, Leitorado do Camões, I.P. e Biblioteca Nacional do Chile

Apoio: Camões, I.P., Municipalidade do Corvo, Instituto Açoriano da Cultura e Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça-Horta

 

2013

 

Artes Visuais

SANTIAGO DO CHILE | Universidade de Santiago do Chile | 10-06-2013

Exposição História do Fado

Este evento, contou com a participação da cantora Eunice Castro e dos músicos Jorge Prado (guitarra portuguesa) e Patrício Sanhueza (guitarra clássica).

A exposição “História do Fado” é composta por 20 cartazes, com texto e imagens que permitem criar uma narrativa histórica sobre esta expressão artística. A mostra resulta de uma parceria entre o Camões, I.P., o Museu do Fado e a EGEAC, e tem origem na classificação pela UNESCO do FADO como Património Imaterial da Humanidade, em 2011.

Organização: Leitorado do Camões, I.P. na Universidade de Santiago do Chile

Apoio: Camões, I.P.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.