Tecnologias Móveis para o Ensino de Português L2

Durante o desenvolvimento desta oficina de formação, os professores descobrirão formas inovadoras de integrar dispositivos móveis e apps no currículo, em particular, no processo de ensino e aprendizagem do Português como Língua Segunda, explorando cenários de aprendizagem em que os professores se envolvem em práticas reais de utilização e reflexão sobre as potencialidades e os desafios que acarreta a inclusão destas tecnologias em contextos educativos.

Objetivos

  • Adquirir e reciclar as competências digitais necessárias para aumentar o valor profissional;
  • Desenvolver uma prática profissional renovada, dinâmica, interativa e adaptada às exigências da sociedade em que vivemos, potenciada pelos benefícios das tecnologias móveis, das apps e da Web móvel;
  • Criar e aplicar materiais interativos potenciadores da construção colaborativa do conhecimento;
  • Abrir novas perspetivas de utilização de ferramentas digitais, usando-as na produção de recursos inovadores, criativos, motivadores e adaptados às necessidades educacionais e profissionais;
  • Aprender a aprender de forma autónoma e avançar profissionalmente;
  • Desenvolver a criatividade e habilidades de produção de conteúdos educativos para dispositivos móveis e a capacidade de integrá-los no processo de ensino e aprendizagem;
  • Apropriar-se de diferentes ferramentas, passando de utilizador a produtor de conteúdos educativos, e capacitar-se para a criação e avaliação de recursos educativos digitais com base em referenciais de qualidade;
  • Aprender a gerir o envolvimento dos alunos e aumentar a sua participação dentro e fora da sala de aula através dos seus dispositivos móveis;
  • Desenvolver projetos e atividades que potenciem a utilização de diferentes tecnologias e conteúdos educativos em contextos inter e transdisciplinares.

Organização e metodologia

Esta ação de formação é orientada para a modalidade de Oficina integralmente a distância (e-learning). O ambiente de aprendizagem virtual (LMS) usado será a plataforma Moodle e as sessões síncronas ocorrerão através do Skype.

Esta ação de formação está estruturada em torno de três principais áreas de conteúdo:

  • tecnologias móveis aplicadas à educação;
  • conceção, desenvolvimento, aplicação e avaliação de recursos educativos;
  • metodologias de ensino inovadoras.

A estrutura desta oficina de formação assenta na sequenciação de módulos, alternando-se em atividades de leitura e reflexão e de prática, com trabalho individual e colaborativo. Esta oficina será essencialmente do domínio prático, no entanto, terá uma componente teórica para os participantes se familiarizarem com o conceito de Mobile Learning, as teorias de aprendizagem e metodologias que suportam a integração de tecnologias móveis na educação e entenderem a importância, o potencial e os desafios do uso de dispositivos móveis nas práticas educativas.

Os conteúdos desta oficina incidirão, especialmente, na construção de materiais de intervenção para a sala de aula, em particular de Português L2, mediados por dispositivos móveis, como resposta a problemas concretos solicitados pelos participantes e pelos organismos onde trabalham. Assim, desenvolver-se-ão processos inerentes à:

  • Apresentação e reflexão de estudos e experiências de utilização de tecnologias móveis e de ferramentas Web móvel como instrumentos didáticos;
  • Exploração das configurações e características de diferentes dispositivos móveis;
  • Elaboração de recursos e materiais, com sentido no contexto profissional dos participantes;
  • Intervenção e experimentação dos recursos produzidos em contexto de sala de aula e posterior reformulação;
  • Avaliação das atividades realizadas, através de reflexão, análise e discussão em grupo.

Conteúdos:

  • Módulo 1: Metodologias emergentes: enquadramento teórico
    • 1.1 - Introdução às tecnologias móveis, passado, presente e futuro. Metodologias de ensino inovadoras: Aula Invertida (Flipped Classroom), Gamificação (Gamification), Educação STEM e Aprendizagem por Projetos e Desafios. Referenciais de qualidade, para avaliação de recursos educativos digitais.
  • Módulo 2: Ambiente Pessoal de Aprendizagem - Apps para dispositivos móveis
    • 2.1 - Apps para ensinar na era digital móvel - Principais categorias: comunicação, criatividade, curadoria, leitura, multimédia, organização, produtividade, realidade aumentada.
  • Módulo 3: Design Responsivo para publicação na Web móvel
    • 3.1 - Websites adaptados a dispositivos móveis com design profissional, interativo e adequado à educação. Exploração de ambientes de publicação responsiva (Wix, Weebly, Blogger). Estes editores são considerados potenciadores da produção e publicação de conteúdos educativos inovadores na nuvem.
  • Módulo 4: Gamificação para mobile learning
    • 4.1 - Usar apps de produtividade. Nearpod: uma solução integrada para avaliação, apresentação e colaboração. StudyBlue: cartões de estudo digitais e outras atividades. Sistemas de resposta rápida de audiência (Kahoot, Socrative, GosoapBox, Quizizz).
  • Módulo 5: Criação de recursos para a Aula Invertiva
    • 5.1 - Explorar ferramentas multimédia. Padlet: aprendizagem colaborativa. Animoto: vídeos criativos. Lensoo Create: transformar o tablet num quadro. Aurasma: realidade aumentada.
  • Módulo 6: Apresentação dos trabalhos e avaliação da oficina
    • 6.1 - Avaliação dos recursos digitais construídos.

Metodologia:

Ao longo da oficina as discussões temáticas estarão relacionadas com os tópicos de cada módulo. A componente prática incorporará a organização, construção e aplicação de recursos educativos executados para serem implementados, experienciados e testados na sala de aula, preconizando-se a seguinte metodologia de trabalho:

  • Levantamento de necessidades dos formandos ao nível do domínio de tecnologias: reflexão inicial sobre o nível de aprendizagem requerido;
  • Planificação das atividades tendo em conta os conteúdos e os objetivos da ação e as necessidades dos formandos;
  • Produção de materiais (respetivos recursos pedagógicos e estratégias de ensino/aprendizagem a aplicar na sala de aula) adaptados aos diversos níveis/anos de escolaridade;
  • Reflexão em grande grupo, durante as sessões síncronas, sobre a aplicação de estratégias de ensino e aprendizagem, bem como dos recursos produzidos e aplicados na sala de aula;
  • Apresentação prática dos trabalhos elaborados, seguido de debate generalizado com vista à sua otimização ou eventual reformulação e nova aplicação;

Em todos os módulos, haverá um tempo para exploração e reflexão escrita do conteúdo de cada módulo e uma fase de produção. A planificação e exploração das atividades digitais, tendo em conta os conteúdos e os objetivos da ação e as necessidades dos formandos, nortearão sempre a preocupação da tutora.

Duração

 O curso tem uma duração de  50 horas.

Propina

  • A frequência do curso implica o pagamento de 200 €.
  • No caso dos docentes da rede de Ensino do Português no Estrangeiro e agentes de Cooperação do Camões, I.P. o custo do curso é de 120 €

Avaliação

Na avaliação dos formandos será utilizada a avaliação quantitativa, cuja escala compreende o intervalo de 1 a 10 valores, a que corresponde uma menção qualitativa e a respetiva creditação. A avaliação será atribuída com base nos indicadores abaixo apresentados e respetiva ponderação:

  • Participação (25%)
    • Assiduidade e participação nas sessões síncronas - Pertinência e clareza das intervenções, empenho;
    • Participação em fóruns - Pertinência, frequência e clareza das intervenções, iniciativa, interesse, motivação.
  • Trabalho produzido (60%)
    • Qualidade, quantidade e adequação dos trabalhos desenvolvidos ao contexto;
    • Implicação na prática - Construção de materiais com aplicação direta na intervenção educativa.
  • Avaliação (documentos de reflexão crítica) (15%)
    • e-Portefólio - Organização, inovação e qualidade do conteúdo;
    • Relatório - Reflexão crítica sobre a formação vivenciada - Correção formal, fundamentação da reflexão critica, auto-avaliação.

A diferenciação entre os formandos será feita através da elaboração de materiais/recursos pedagógicos e estratégias de ensino relativos aos conteúdos abordados e publicitado num e-portefólio realizado por cada um dos formandos; todos os materiais e respetivas reflexões decorrentes da aplicação prática na sala de aula dos recursos educativos digitais, sempre que possível, serão reunidos num blogue ou site e sujeitos a avaliação.

Nas sessões síncronas a realizar através de Skype (com partilha de ecrã), valorizar-se-á o empenho e a participação dos formandos no processo de formação, tendo em consideração a pertinência, a qualidade e o rigor das intervenções, bem como a coerência das reflexões desenvolvidas.

Serão apresentados e discutidos os projetos finais e far-se-á a avaliação da oficina de formação.

    Certificação

    • Para os efeitos previstos no artigo 5.°, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário.
    • Para efeitos de aplicação do n.º 3 do artigo 14.° do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para a progressão em carreira de Professores dos Grupos 110, 200, 210, 220 e 300.
    • Para efeitos de reconhecimento de formação de professores em Espanha, o certificado explicita o número de horas de formação do curso.

     

     

    Camões, I.P.
    Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.