Dia Mundial do Teatro: Grupo do CCP-Mindelo celebra data com peça de 4 autores lusófonos

Publicado em quarta, 26 março 2014 19:35

Por ocasião do Dia Mundial do Teatro, o Grupo do Centro Cultural Português - Mindelo, do Camões IP, faz uma apresentação gratuita da sua última produção teatral, a peça "Quotidiamo, esta não é uma história de amor", da autoria dos escritores Rui Zink (Portugal), José Mena Abrantes (Angola), Abraão Vicente (Cabo Verde) e Ivam Cabral (Brasil).

Estreada há uma semana, trata-se da 50ª produção daquele que é reconhecido como o mais internacional dos grupos de teatro de Cabo Verde. O espectáculo termina com a leitura pública de uma declaração alusiva à data, 27 de março, da autoria do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca. 

Antes, no período da tarde, realiza-se a cerimónia de entrega do Prémio de Mérito Teatral 2014, que nesta edição distingue a atriz Maria da Luz Faria, do Grupo do CCP-Mindelo.

“Quotidiamo”, com encenação de João Branco, é um jogo de palavras entre Quotidiano e Amor, porque a peça fala da relação de um casal que se vai deteriorando por causa dos problemas do dia-a-dia, desde a crise à própria problemática da rotina de uma vida a dois. “A verdade é que parece que já não existe tempo para o amor, apenas para o ódio”.

O texto, escrito por quatro reconhecidos autores de países de Língua Portuguesa, fala sobre isso. Esta é uma história redigida num formato inovador: cada escritor teve que a continuar a partir do ponto em que o(s) outro(s) a deixaram. O método escolhido poderia tornar muito evidentes diferenças de estilo de escrita, que por sua vez reproduzem realidades e culturas diversas.

Contudo, a situação criada é universal e todos se revêm nela. Assim, o escritor Rui Zink iniciou a peça, José Mena Abrantes continuou, em seguida fê-lo Abraão Vicente, e Ivam Cabral tomou a cargo o seu desfecho.

Com uma extensa lista de participações em festivais internacionais, o Grupo de Teatro do CCP - Mindelo nasceu em 1993, e desde então tem imprimido uma dinâmica teatral em S. Vicente sem precedentes. Registando 20 anos de atividade ininterrupta, é o grupo mais produtivo da história do teatro cabo-verdiano, com 49 produções concretizadas.

É um dos três grupos fundadores do Festival Internacional de Teatro do Mindelo – Mindelact. Em 2008 foi consagrado com o Prémio de Mérito Teatral de Cabo Verde.

Programa

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.