Prémio Camões consagra poeta, ensaísta e historiador brasileiro Alberto da Costa e Silva

Publicado em sexta, 30 maio 2014 19:48

O poeta brasileiro, memorialista, ensaísta e e historiador especialista em África Alberto da Costa e Silva é o vencedor do Prémio Camões 2014, galardão criado por Portugal e pelo Brasil para distinguir autores de língua portuguesa. Com vasta obra publicada e nascido em São Paulo no ano de 1931, foi embaixador do Brasil em Portugal.

O Prémio Camões foi criado em 1988 por Portugal e pelo Brasil para reconhecer um autor em língua portuguesa cuja obra "contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa".

Em 2013, o prémio foi atribuído ao escritor moçambicano Mia Couto.

O anúncio do galardoado foi feito a 30 de maio de 2014 às 18:30, no Hotel Tivoli, em Lisboa, na presença do júri: Rita Marnoto, professora universitária, José Carlos Vasconcelos, jornalista, e os escritores Affonso Romano de Sant’Anna, António Carlos Secchin, Mia Couto e José Eduardo Agualusa.

Também esteve presente o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

Em 2012 o Prémio Camões distinguiu o escritor brasileiro Dalton Trevisan e em 2011 o escritor e jornalista português Manuel António Pina.

Ferreira Gullar (2010), Arménio Vieira (2009), António Lobo Antunes (2007), Sophia de Mello Breyner Andresen (1999), Pepetela (1997), José Saramago (1995) e Jorge Amado (1994) também já foram distinguidos com o Prémio Camões, que, na primeira edição, reconheceu a obra de Miguel Torga.

Em 2006, o escritor angolano José Luandino Vieira recusou o prémio.

Fonte: Agência Lusa

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.