Camões, IP e EDP unem esforços para universalizar acesso à energia nos países CPLP

Publicado em sexta, 20 junho 2014 18:00

O Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e a EDP unem esforços para universalizar o acesso à energia sustentável nos países de língua oficial portuguesa, nos termos de um protocolo a assinar no dia 24 de junho de 2014, às 18:00, na sede do Camões, IP (Palacete Seixas, em Lisboa).

No quadro da execução da política de Cooperação Portuguesa, uma das áreas de competência do Camões, IP, esta parceria surge em sintonia com a iniciativa “Energia Sustentável para Todos”(Sustainable Energy For All - SE4ALL), lançada em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU). O acesso à energia é considerado de importância maior para a conquista dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

A EDP, por seu lado, comprometida em apoiar ações de natureza, social, cultural, científica e tecnológica, educativa e ambiental, criou uma área especializada em Energia para o Desenvolvimento (A2E), através da qual pretende implementar projetos de eletrificação de comunidades remotas sem acesso à eletricidade, contribuindo assim para a redução da pobreza, melhoria da saúde e educação, promoção da igualdade de género e desenvolvimento económico.

Nos termos deste protocolo, o Camões, IP e a EDP vão colaborar na identificação de iniciativas que visem a universalização do acesso à energia, reforçando e promovendo o recurso às energias alternativas nos países de língua oficial portuguesa. A cooperação entre as duas entidades prevê ainda a elaboração de um Plano de Ação e a identificação de fontes de financiamento para a concretização de projetos.

O protocolo vai ser assinado pela presidente do Camões, IP, Ana Paula Laborinho, e pelo Presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP, António Mexia. A cerimónia será presidida pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Luís Campos Ferreira.

Até 2030, a iniciativa “SE4ALL” pretende implementar o acesso universal aos serviços de energia, duplicar as energias renováveis no mix energético e duplicar o nível de melhoria da eficiência energética.

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.