Espanha: Presidente do Camões, IP assina protocolos em Sevilha para ensino do Português

Publicado em quinta, 04 setembro 2014 12:09
Sevilha

A presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, Ana Paula Laborinho, assina a 4 de setembro de 2014 na região espanhola da Andaluzia dois protocolos que pretendem reforçar o ensino do português no sistema de ensino da comunidade autónoma.

Ana Paula Laborinho assina com o governo regional um memorando de entendimento que pretende "reforçar o ensino da língua portuguesa no sistema de ensino daquela que é a maior comunidade autónoma espanhola em termos populacionais, com mais de 8 milhões de pessoas".

Atualmente, mais de 350 alunos estudam português como segunda língua estrangeira em sete centros de educação secundária da Andaluzia.

O memorando de entendimento tem como objeti­vo primordial consolidar o portu­guês naquela comunidade, mas é sobretudo uma forma de, mediante uma ação política, enaltecer e reconhecer o valor da língua por­tuguesa» para a Andaluzia, declara Filipa Soares, coordenadora da rede de Ensino Português no Estrangeiro (EPE) em Espanha desde 2010. O memorando consti­tui ainda uma «plataforma de trabalho» para atividades conjuntas entre o Camões, IP, e a Consejería da Educação, com um «outro tipo de enquadramento».

Em Espanha, onde a educação está na esfera de competências das comunidades autónomas, o ensino do Português Língua Estrangeira (PLE) já foi objeto de um reco­nhecimento idêntico pela Junta da Extremadura, com a sua integração como 2ª língua estrangeira opcio­nal, em 2007, e o reforço desse estatuto em 2012. Um Memorando de Entendimento com a Junta da Extremadura foi assinado em 2009 pelo Camões, IP.

A assinatura deste novo memorando reconhece também a importância crescente da língua portuguesa como língua oficial e de trabalho nas organizações internacionais, bem como o seu valor e peso económico no mundo atual.

No dia 4 de setembro de 2014 é também assinado um acordo de colaboração entre o Camões, IP e o Instituto de Estudios CajaSol de Sevilha, que pretende responder ao "crescente interesse do ensino da língua portuguesa no âmbito empresarial".

O acordo pretende "estabelecer programas de cooperação transfronteiriça e formação em português na área de negócios".

O Instituto de Estudos da CAJASOL é uma escola de negócios de referência e das mais prestigiadas da Andaluzia, com mais de 25 anos de experiência na formação a nível de pós-graduação de dirigentes empresariais, bem como na preparação de futuros lideres no mundo empresarial.

A percentagem de integração dos seus alunos no mercado de trabalho é de cerca de 98%.

"A colaboração entre estas instituições permitirá associar a ação formativa da instituição andaluza a um ensino de qualidade assegurado pelo Camões, potenciando o valor económico do português na área empresarial em toda a região andaluza", refere um comunicado.

Centra-se ainda no "desenvolvimento de projetos comuns transfronteiriços de investimento no âmbito do Quadro Financeiro Plurianual 2014-2020, com prioridade para os eixos na economia do conhecimento, competitividade e internacionalização".

Com Agência Lusa

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.