XII Mostra Portuguesa em Espanha já arrancou

Publicado em sexta, 31 outubro 2014 17:49

Os pianistas Mário Laginha, grande referência internacional jazz português, e Pedro Burmester, um dos melhores jovens intérpretes da música clássica europeia, abriram na última semana de outubro de 2014 a XII Mostra Portuguesa (MP) em Espanha, que se prolonga até dezembro.

Os dois músicos apresentaram-se em concertos separados, a 27 e 29 de outubro, respetivamente, no Centro Cultural Conde Duque, em Madrid, assinalando o início de uma nova edição deste importante encontro anual das culturas espanhola e portuguesa, segundo indica o comunicado de imprensa da MP, organizada pela Embaixada de Portugal em Madrid, com o apoio do Camões, I.P.

A XII Mostra Portuguesa em Espanha oferece uma vintena de eventos em áreas como o cinema, as artes plásticas, a literatura, a arquitetura e o pensamento. O certame, que terá mais um ano Madrid como palco principal da sua programação, estende-se a outras cidades espanholas, como Barcelona, Santiago de Compostela, Vigo e Oviedo.

A MP engloba este ano, enquanto parceiras, instituições como o Real Jardim Botânico, a Fundação de Arquitetura COAM e o Centro de Arte de Alcobendas, ao mesmo tempo que prolonga a parceria com os festivais Márgenes e Cineuropa, este na Galiza, e com o Ciclo Noites de Fado, em Oviedo. Em dezembro, acolherá na sua programação os espetáculos de Camané, um dos fadistas mais conceituadas do momento, que passa por Madrid e por San Sebastián.

O Centro de Arte de Alcobendas é o palco de uma exposição notável de obras dos melhores criadores de pintura portuguesa contemporânea. A mostra ACERVO, que decorrerá até 5 de dezembro, é a primeira apresentação pública das obras do importante núcleo de obras de arte portuguesa que integra a coleção de José Manuel Navacerrada, um dos maiores conhecedores da pintura portuguesa.

Enquanto isso, a sede da COAM acolhe uma exposição inédita em Espanha da obra de um dos dois prémios Pritzker portugueses, o arquiteto Eduardo Souto de Moura, que decorrerá até meados de janeiro. Outra mostra tem lugar no Real Jardim Botânico, que vai sediar a exposição As Plantas na Primeira Globalização, originalmente criada pelo Instituto de Investigação Científica e Tropical de Portugal.

Cinema e Literatura

O cinema será representado na MP pela homenagem ao realizador Joaquim Pinto, um dos cineastas mais secretos de Portugal, no Festival Márgenes. A retrospetiva proposta neste evento, referência para o cinema ibero-americano independente, é a primeira em Espanha dedicada ao autor e foca o seu trabalho mais recente. As projeções terão lugar de 9 a 14 de dezembro na Casa da América.

A literatura e o pensamento também têm o seu lugar no programa, com um encontro entre dois artistas que usam a língua do país vizinho para o trabalho: o escritor português João de Melo, autor de Gente Feliz com Lágrimas, e o professor espanhol Ángel Marcos de Dios, um conhecedor da literatura portuguesa em Espanha. O encontro terá lugar na Universidade Autónoma de Madrid.

O programa de atividades inclui também a presença de Portugal como convidado no VI Salão Internacional de Reciclagem e Sustentabilidade, parte do programa oficial da XIV Semana da Ciência de Madrid.

A MP estende a sua 12ª edição a várias cidades espanholas: assim, o Festival de Jazz de Barcelona assistirá ao concerto da Orquestra de Jazz de Matosinhos com o prestigiado guitarrista Kurt Rosenwinkel, enquanto em Oviedo tem lugar a 5ª edição do Ciclo Noites de Fado, dedicado este ano às divas, com a presença de Aldina Duarte e Carla Pires.

O Festival também se abre às cidades galegas de Santiago de Compostela, com o festival Cineuropa, onde se estreiam filmes portugueses realizados este ano, na presença de alguns dos seus realizadores, e Vigo, com o Festival de Poesia bérica, reforçando a dimensão atlântica deste ciclo.

Também na Galiza, a MP patrocina a viagem da escritora portuguesa Luísa Costa Gomes por A Coruña, Santiago e Vigo, com o objetivo de aproximar o seu mais recente romance, Cláudio e Constantino, dos leitores galegos, em bibliotecas, universidades e livrarias, relançado pelo terceiro ano consecutivo esta viagem literária peculiar.

Em edições anteriores, a MP teve a participação de escritores como José Saramago e António Lobo Antunes; arquitetos como Eduardo Souto de Mora, os fadistas e cantores Katia Guerreiro, Mariza, Carlos do Carmo, Mísia ou João Afonso; cineastas como Manoel de Oliveira; e artistas plásticos como Paula Rego e Helena Almeida. Da mesma forma, desde o seu lançamento em Madrid, o evento cresceu nos destinos dentro da geografia espanhola, consolidando sua natureza expansiva.

Mais informações: www.mostraportuguesa.es

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.