Uruguai: Bonga e Susana Santos Silva no Festival de Jazz de Montevideu

Publicado em quarta, 19 novembro 2014 16:56

A 7ª edição do Festival de Jazz de Montevideu, evento apoiado pelo Camões, I.P. que decorre entre 18 e 24 de novembro de 2014, conta com a participação de dois artistas de países de língua portuguesa, Susana Santos Silva, de Portugal, e Bonga, referência maior da música angolana.

Trompetista, compositora e investigadora musical, Susana Santos Silva, da Orquestra de Jazz do Porto, atua na Sala Zavala Muñiz, dia 19 de novembro, às 20:00. Será acompanhada por Jeremias Di Polito Trio, composto por Jeremias Di Polito, na guitarra, Juan Ibarra, na bateria, e pelo contrabaixista lusodescendente Antonio Restucia, que aos 22 anos é considerado uma das grandes promessas do jazz uruguaio.

Susana Santos Silva aprendeu trompete com o seu avô quando tinha sete anos e a partir dessa altura nunca mais deixou de trabalhar esse instrumento. Com um estilo "pouco fácil e comercial", a artista entra na vanguarda do jazz português com as suas propostas de busca constante por novas descobertas melódicas, fortemente sustentada por uma cultura de improvisação, própria do género.

A artista partilhará com outros músicos convidados uma oficina de trabalho, de 17 a 21 de novembro na Jazz Tour Academia, espaço de formação e de sensibilização para aquele estilo musical.

Quase a fechar o Festival, será a vez de a música de Angola invadir um dos principais palcos da capital uruguaia. O consagrado Bonga apresentará o seu último álbum "Hora Kota", seu trigésimo disco, na La Trastienda, dia 23 de novembro, às 21:00, composto por dois duetos especiais: “Angola” com Lavilliers, e “Dikanga” com a reconhecida cantora e atriz francesa Agnès Jaoui.

Referência do semba e da música de intervenção da década de 70, Bonga chegará a Montevideu com um trabalho que recupera os seus primeiros anos de carreira, como o êxito “Bo Nga Xixa”, de 1972, incorporando composições mais recentes de fusão com o blues, sem nunca deixar de refletir sobre a pátria e as questões sociais de uma Angola atual para onde voltou recentemente, após vários anos a viver em cidades como Lisboa, Paris, Bélgica e Holanda, sendo, por isso, e considerando-se como tal, um cantor do mundo.

Para Philippe Pinet, diretor da produtora uruguaia Jazz Tour, "o Festival de Jazz de Montevideu caracteriza-se por oferecer propostas artísticas de uma ampla gama de cores no que diz respeito a culturas e estilos musicais, passando pela inovação e por propostas mais tradicionais”.

"Um dos objetivos do Festival é realizar intercâmbios sólidos com instituições de diversos países e regiões, como é o caso da participação portuguesa, que, ano após ano, nos tem trazido uma fortíssima tradição de jazz, acompanhada de modernidade e abertura ao mundo”. Mário Laginha, Maria João, Bernardo Sassetti, Sara Serpa e André Fernandes foram os nomes que marcaram presença nas edições anteriores do evento.

Programação completa em http://www.jazztour.com.uy/shows/2014/festival.html

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.