ONU: Ban-ki Moon apresenta versão informal do Relatório “The Road to Dignity by 2030”

Publicado em segunda, 22 dezembro 2014 17:08

O Secretário-geral das Nações Unidas (SGNU), Ban-ki Moon, apresentou uma versão informal do seu relatório síntese, intitulado“The Road to Dignity by 2030: Ending Poverty, Transforming All Lives and Protecting the Planet”, que visa contribuir para as negociações a realizar até setembro de 2015, no quadro da ONU, sobre a agenda pós 2015, sucessora dos atuais Objetivos de Desenvolvimento do Milénio.

O Secretário-geral das Nações Unidas (SGNU), Ban-ki Moon, apresentou uma versão informal do seu relatório síntese, intitulado“The Road to Dignity by 2030: Ending Poverty, Transforming All Lives and Protecting the Planet”, que visa contribuir para as negociações a realizar até setembro de 2015, no quadro da ONU, sobre a agenda pós 2015, sucessora dos atuais Objetivos de Desenvolvimento do Milénio.

Este Relatório parte dos contributos recebidos do Grupo de Trabalho Aberto para o Desenvolvimento Sustentável, que apresentou uma proposta de 17 Objetivos de desenvolvimento Sustentável (ODS) e respetivas metas que deverão dar corpo à agenda pós 2015.

Outro contributo considerado é do Comité de Peritos para o Financiamento do Desenvolvimento Sustentável, que apresentou propostas sobre os meios de implementação desta agenda futura, mas que dá também voz às propostas apresentadas por muitos outros atores institucionais, representantes da sociedade civil e do setor privado, fundações e academia, bem como dos próprios cidadãos.

Estes últimos têm sido envolvidos na elaboração desta agenda através de vários processos de consulta pública e da votação no portal MYWorld 2015 (http://vote.myworld2015.org/).

Guiado por um forte apelo à adoção de uma agenda pós 2015 partilhada por todos os países, que seja verdadeiramente transformadora, norteada pelo combate às desigualdades e pela promoção e respeito dos Direitos Humanos, e que aborde as dimensões económica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável de forma integrada, o SGNU propõe seis grandes elementos essenciais para orientar a forma como os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável deverão ser operacionalizados e comunicados:

  • Dignidade – acabar com a pobreza e combater as desigualdades;
  • Pessoas - assegurar vidas saudáveis, o acesso ao conhecimento e a inclusão das mulheres e crianças;
  • Prosperidade – promover uma economia forte, inclusiva e transformadora;
  • Planeta – proteger os ecossistemas por todas sociedades e pelas gerações futuras;
  • Justiça – promover sociedades pacíficas e estáveis e instituições fortes;
  • Parcerias – catalisar a solidariedade global para o desenvolvimento sustentável.

O relatório, apresentado a 4 de dezembro de 2014, identifica ainda um conjunto de meios de implementação da agenda pós 2015, adaptados à nova realidade internacional e à natureza abrangente desta agenda, incluindo fontes de financiamento nacionais e internacionais e avança com algumas propostas sobre a criação de um sistema de monitorização, avaliação e reporte, assente num espírito de ação global e de responsabilidades partilhadas.

A versão oficial deste relatório estará disponível no dia 31 dezembro 2014, nas seis línguas oficiais das Nações Unidas. As negociações sobre a agenda pós 2015 terão início no próximo mês de janeiro, em Nova Iorque.

Para aceder ao relatório do SGNU: http://sustainabledevelopment.un.org/index.html

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.