Declaração sobre o Dia Internacional de Tolerância Zero para a Mutilação Genital Feminina

Publicado em sexta, 06 fevereiro 2015 18:49

“A mutilação genital feminina (MGF) viola os direitos humanos e compromete a saúde e o bem-estar de cerca de três milhões de raparigas por ano. Mais de 130 milhões de raparigas e mulheres, nos 29 países em África e no Médio Oriente onde a prática está concentrada atualmente, já foram submetidas a alguma forma de MGF – e o impacto nas suas vidas é enorme”.

Assinalando a data, 6 de fevereiro, o Fundo das Nações Unidas para a População, a UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, através do Programa Conjunto sobre a MGF, a Confederação Internacional das Parteiras e e a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia divulgaram uma Declaração conjunta em que apelam à mobilização dos técnicos de saúde do mundo inteiro contra a MGF.

Declaração: http://www.unicef.pt/18/final_-_joint_statement_on_intl_day_of_zero_tolerance_for_fgm_2015-02-06.pdf

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.