Angola: Exposição “A Modernidade Ignorada. Arquitetura Moderna de Luanda”

Publicado em segunda, 02 março 2015 17:52

A exposição “A Modernidade Ignorada. Arquitetura Moderna de Luanda” vai ser inaugurada a 12 março de 2015, às 18:30, no Centro Cultural Português/Camões, I.P., numa parceria com a Embaixada de Espanha na capital angolana.

Este projeto corresponde a um trabalho conjunto de investigação universitária que envolve Angola (Universidade Agostinho Neto), Espanha (Universidade Alcalá) e Portugal (Universidade Técnica de Lisboa).

A exposição, patente até 25 de março, será precedida por uma mesa redonda que reunirá especialistas, académicos, empresas e instituições em torno do tema “Património Arquitetónico Moderno”, particularmente o de Luanda, considerado, a nível mundial, um caso singular na aplicação em grande escala dos princípios do CIAM (Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna).

O património arquitetónico moderno de Luanda foi concebido por um grupo de jovens arquitetos portugueses, entre 1950 e 1970, em antagonismo com os padrões arquitetónicos dominantes do regime então vigente. Esta corrente, imbuída de uma ideia “transformadora”, concretizou em Luanda um novo conceito de cidade moderna.

Para além da exposição, constituída por painéis didáticos e fotografias, este projeto - que já foi apresentado em diversos países, designadamente Portugal, Espanha, Angola, Chile, Itália - inclui também uma compilação de estudos e um catálogo dos edifícios mais representativos.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.