Prémio Eduardo Lourenço atribuído a Agustina Bessa-Luís

Publicado em segunda, 27 abril 2015 13:26

A escritora Agustina Bessa-Luís foi a galardoada com o Prémio Eduardo Lourenço. A decisão foi anunciada pelo vereador da Educação, Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Guarda, Victor Amaral, que presidiu à reunião do Júri do Prémio, realizada na sede do Centro de Estudos Ibéricos (CEI), na Guarda, no dia 24 de abril de 2015. O Camões, I.P. foi proponente da candidatura vencedora.

O Júri decidiu atribuir o Prémio a Agustina Bessa-Luís em reconhecimento da sua grande projeção nacional e internacional, expoente máximo da cultura portuguesa e ibérica, capaz de integrar e compreender Cervantes e Fernão Mendes Pinto, Nuno Gonçalves e Vélasquez.

Maria Agustina Ferreira Teixeira Bessa, conhecida pelo pseudónimo literário Agustina Bessa-Luís, nasceu em Vila Meã, Amarante. A escritora é uma figura de referência da literatura e da língua portuguesas, tendo a sua obra inspirado escritores, ensaístas e leitores.

O Prémio anual, que tem o nome do ensaísta Eduardo Lourenço, mentor e diretor honorífico do CEI, destina-se a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

O Júri foi constituído pelo Reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, pela Vice-Reitora da Universidade de Salamanca, María Ángeles Serrano e por outras personalidades ligadas às duas instituições, para além do representante da Câmara da Guarda.

O prémio será entregue numa cerimónia que decorrerá na cidade da Guarda em data a anunciar.

Mais informações em: www.cei.pt

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.