Rússia: Obras de compositores portugueses interpretadas na Sibéria

Publicado em segunda, 27 abril 2015 16:13

A Orquestra Sinfónica Académica de Novossibirsk vai interpretar obras de compositores portugueses pela primeira vez na capital cultural da Sibéria, com a participação de dois jovens solistas portugueses e sob a direção do maestro João Tiago Santos, no dia 28 de abril de 2015, às 18h30, um evento que conta com o apoio do Camões, I.P.

O espetáculo contará com a participação dos jovens solistas Pedro Emanuel Pereira (piano) e Álvaro Pereira (violino). O programa incluirá obras de autores portugueses, a par de compositores russos: a Abertura Inês de Castro de Vianna da Motta, o Concerto nº 1 para piano e orquestra de S. Prokofiev, o Concerto para violino e orquestra de Luís de Freitas Branco e a Sinfonia nº 9 de D. Shostakovitch.

João Tiago Santos foi maestro assistente da Orquestra do Algarve, tendo depois rumado à Rússia, onde terminou em 2010 o curso de Direção de Orquestras no Conservatório Rimsky Korsakov de São Petersburgo, sob a orientação do professor e atual maestro principal da Orquestra do Teatro Bolchoi, Mikhail Sinaisky. Prosseguiu os estudos na Escola Superior de Artes de Zurique, onde concluiu o mestrado em Direção Coral.

É frequentemente maestro convidado da Orquestra do Teatro Nacional São Carlos e colabora com a Orquestra Sinfónica Capella de São Petersburgo. Dirigiu a Orquestra Sinfónica de Lucerna, a Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian, a Orquestra Nacional do Porto, para além das Orquestras Sinfónicas de São Petersburgo, Kislvodsk, Petrozavodsk e Cali (Colômbia).

Ao longo dos últimos anos, João Tiago Santos tem trabalhado com empenho na divulgação da música erudita portuguesa em terras russas. Desde 2015, é o maestro principal e diretor artístico da Orquestra Sinfonietta Zurich e do Coro de Berna, na Suíça, onde reside.

Pedro Emanuel Pereira frequentou o Conservatório Tchaikovsky de Moscovo, na classe da professora Vera Gornostaeva, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. É laureado em competições nacionais e internacionais, como o Concurso Internacional de Piano Cidade de S. Sebastian, o Concurso Internacional de Piano Cidade de Lleida, o Concurso Internacional de Piano Cidade de Kosice na Eslováquia, e mais recentemente, no 1º Concurso Internacional de Piano pianoRAMA, na Dinamarca.

No panorama internacional, atuou em auditórios como o Teatro Victoria Eugénia, o Auditório Kursaal em San Sebastien e na Sala Rachmaninov do Conservatório Tchaikovsky de Moscovo. É frequentemente convidado para festivais em Portugal, Espanha, França, Alemanha e Rússia, tendo tocado quer a solo quer com orquestra. Foi membro da EMCY (European Music Competitions For Youth).

O jovem violinista Álvaro Pereira ingressou no Conservatório Rimsky Korsakov de São Petersburgo, na classe do professor Alexandre Stang, depois de ter estudado no Conservatório do Porto, onde terminou com a nota máxima. É laureado de competições internacionais e marcou presença em masterclasses em Portugal e no estrangeiro com importantes mestres.

Integrou a Orquestra Sub-21 criada aquando das comemorações de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012. Prossegue neste momento os seus estudos no Conservatório de Viena de Áustria. Tem-se apresentado como solista e também em música de câmara em várias cidades europeias, como Porto, Wintertur, Zurique, Berlim, Bremen, Astúrias, Moscovo e São Petersburgo.

Este evento é uma iniciativa da Embaixada de Portugal em Moscovo, com apoio do Camões, I.P. e em colaboração com a Filarmónica de Novossibirsk.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.