Angola: “Há teatro no Camões “ pela terceira vez em Luanda

Publicado em quarta, 15 julho 2015 16:18

O Auditório Pepetela do Centro Cultural Português em Luanda/Camões, I.P. acolhe nos próximos dias 15 e 16 de julho de 2015, uma celebração às artes do palco intitulada “Há teatro no Camões”.

Nos dois dias do evento estarão envolvidos quatro grupos teatrais, atores, encenadores, dramaturgos e reputadas figuras ligadas ao mundo teatral angolano que irão participar em mesas redondas, debates, conversas e momentos teatrais.

Para além da abordagem às “Formas Alternativas de Organização e Gestão Teatral” e “A Importância da Investigação nos Processos Criativos dos Atores”, debatidas em mesa redonda, o público poderá assistir a peças, de pequeno formato, levadas à cena por quatro grupos teatrais de Luanda.

A entrada é livre.

Programa

Dia 15 (4ª feira)

 

17H00Mesa Redonda

Orlando Domingos, Walter Cristóvão, Emanuel Paim, Lourenço Mateus e Adérico Rodrigues.

18H30Momento Teatral

Grupo – Grupo Julu

Peça – A Mulher Empresária

Diretor artístico – Piroteu de Jesus

 

Sinopse:

A peça narra a história de uma empresária bem-sucedida nos negócios. O marido, sem formação, não trabalha e é maltratado pela mulher até que um familiar o desperta...Como reage o marido? Aceita continuar com a esposa? Sai de casa?

19H00Momento Teatral

Grupo – Grupo Kulonga

Peça – Loucura de Barriga Vazia

Autor e Diretor artístico – Afonso Dinis “Amankwá”

 

Sinopse:

A obra retrata a incompreensão da arte de representar por parte da sociedade. Uma discussão livre e aberta entre um casal desavindo, pelo facto do marido decidir dedicar a sua vida ao teatro. Essa decisão não é do agrado da mulher que acha que ele devia escolher algo mais lucrativo e não a loucura de arte que...os deixa de barriga vazia...                                      

Dia 16 (5ª feira)

 

17H00Mesa Redonda

Marcelina Ribeiro, Orlando Sérgio, Afonso Dinis e Josias Satumbo

18H30Momento Teatral

Grupo – Grupo Pitabel

Peça – Preço do Fato

Autor e Diretor artístico – Adérito Rodrigues

 

Sinopse:

A peça retrata a vida de Cristina, uma jovem de 20 anos, que nasceu em M’Banza Congo e cresceu em Luanda. Com o passar do tempo foi perdendo os seus valores morais, cívicos e culturais (hábitos e costumes da sua tradição). Cristina, ao desvalorizar a sua cultura, coloca em risco o seu relacionamento com Luís. A peça procura responder a questões aparentemente simples, que retratam o conflito entre o antigo e o novo, o tradicional e o moderno. Será que um fato pode custar a vida de uma pessoa? Qual será então o preço do fato? A obra insere-se no contexto tradicional da região norte de Angola.

19H00Momento Teatral

Grupo – Estudantes de Teatro do ISART (Instituto Superior de Artes)

Peça – Exercícios de Expressão Corporal e Atuação (criação coletiva)

Diretora artística – Marcela Garcia Oliveira

 

Sinopse:

O curso de teatro do ISART apresenta uma seleção de exercícios de Expressão Corporal e Atuação sem o uso da palavra (silêncio orgânico). Não se trata de ausência de som, mas antes da presença do silêncio.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.