Cabo Verde: Morreu o poeta e diplomata Corsino Fortes

Publicado em segunda, 27 julho 2015 17:27

O poeta cabo-verdiano Corsino Fortes morreu no dia 24 de julho de 2015 na sua cidade natal, Mindelo, aos 82 anos, vítima de cancro, apenas dois dias após ter lançado o seu último livro Sinos de Silêncio.

Além de poeta, Corsino Fortes era formado em Direito pela Universidade de Lisboa (1966), foi Ministro da Justiça de Cabo Verde e o primeiro Embaixador daquele país em Lisboa. Presidiu à assembleia geral da Fundação Amílcar Cabral e esteve ligado à criação da Televisão Experimental cabo-verdiana. Já na sua carreira literária, presidiu à Associação de Escritores Cabo-verdianos e à Academia Cabo-verdiana de Letras, desde que esta foi fundada, em 2013. Foi distinguido em 2015 com o Prémio Literário do 40º Aniversário da Independência de Cabo Verde.

Da sua produção literária ressaltam obras como Pão & Fonema e Pedras de Sol & Substância para além do último livro Sinos de Silêncio.

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.