Universidade de Verão: Intérpretes do Parlamento Europeu levam “a Luz de Portugal no coração”

Publicado em sexta, 31 julho 2015 15:10

Decorreu no dia 31 de julho de 2015, na sede do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. a sessão de encerramento da “Universidade de Verão” promovida pela Direção – Geral de Interpretação de Conferência do Parlamento Europeu e que assinalou o fim de uma ação de formação que decorreu ao longo de duas semanas.

Esta edição contou com um grupo de 30 intérpretes de onze nacionalidades diferentes, do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia e do Tribunal de Justiça que tiveram oportunidade de assistir e participar em diversas conferências sobre temas da atualidade socioeconómica, de história e de cultura. Realizaram ainda várias visitas guiadas, nomeadamente à Assembleia da República, Agências Europeias, bairros históricos de Lisboa e ao Ribatejo.

O balanço desta iniciativa que contou com o Alto Patrocínio do Camões, I.P. não podia ter sido mais positivo. Os participantes manifestaram-se muito satisfeitos e sublinharam que levam “Portugal no coração” como fez questão de frisar o holandês Frank Boogaard, que destacou a “ luz especial na visão que têm de Portugal e de Lisboa" acrescentando que “Portugal é também um pouco a nossa Pátria”. Já o belga Gerard Hendrix não poupou nas palavras ao classificar a ação como “ muito boa, muito diversificada, fantástica e incrível e que foi muito importante ouvir português” tendo destacado ainda a “ excelente vida cultural de Lisboa”. A italiana Lorenza Paviani mostrou-se impressionada com o número de turistas que visitam a capital portuguesa e considerou esta ação “ muito, muito interessante”. Entusiasmado com a passagem por Lisboa, o espanhol Diego Garzon, que tem casa no Porto, elogiou o Camões, I.P. pela forma como acolheu a” Universidade de Verão”, considerando o curso “ muito bem organizado, ótimo e com oradores de grande qualidade”.

Durante a sessão de encerramento a Vogal do Conselho Diretivo do Camões, I.P., Gabriela Soares de Albergaria, apontou a interpretação de conferências e a tradução como uma das prioridades da instituição dando o exemplo do Mestrado em Interpretação, em Moçambique. Francisco Falcão, Chefe de Unidade da Direção-Geral de Interpretação de Conferências do Parlamento Europeu socorreu-se do slogan criado por Fernando Pessoa para a Coca-Cola para enfatizar a forma como Portugal e a Língua Portuguesa estão entranhados entre os 30 intérpretes presentes e destacou o calor humano transmitido ao longo de 15 dias pela equipa do Camões, I.P. anfitriã deste encontro.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.