Angola: Encerramento das oficinas de criação artística do ISART em Luanda

Publicado em terça, 15 setembro 2015 16:54

O Centro Cultural Português em Luanda/Camões I.P. acolhe, no dia 22 de setembro de 2015, pelas 18h30, a sessão de encerramento das “Oficinas De Criação Artística” uma iniciativa do Instituto Superior de Artes (ISART). Orientada por professores do ISART, a sessão contará duas componentes criativas, uma audiovisual e outra teatral, que resultam de produções coletivas realizadas por alunos daquele estabelecimento de ensino de Luanda.

Na oficina de criação audiovisual, dividida em diferentes temas gerais, serão utilizados vários suportes de registo de experiências e de observação, sob múltiplos aspetos da vida de uma grande cidade. O objetivo é pôr em prática a relação entre programas de edição digital e ideias esteticamente concebidas, sob direção dos professores Amilkar Feira Flores e Anamely Ramos Gonzales.

Para a oficina de criação teatral, será apresentado o exercício de criação coletiva “O Programa do Barbudo”. A partir de recursos próprios da prática cénica, os atores elaboram um programa televisivo virtual, que serve de pretexto para uma abordagem das relações conjugais numa Angola de 2020. Esta componente teatral é dirigida pela professora Marcela Garcia Olivera.

Amilkar Feria Flores

Nasceu em Cuba e licenciou-se em Ciências Pedagógicas pela Universidade Enrique José Varona. Frequentou os Cursos de Antropologia Cultural e Produção Simbólica. Desde 2008, é Professor de Desenho na Universidade de Artes de Cuba e na Academia de Belas Artes de San Alejandro em Havana. Atualmente, é Professor no Instituto Superior de Artes em Luanda. Conta no seu percurso com múltiplas exposições no domínio das artes plásticas, gráficas e audiovisuais.

Anamely Ramos Gonzales

Nasceu em Cuba e licenciou-se em História da Arte na Faculdade de Artes e Letras na Universidade de Havana. Em 2014, concluiu o Mestrado em Processos Culturais Cubanos. É Professora do Instituto Superior de Arte em Cuba, onde ministra o curso de História da Arte Africana. Atualmente, é Professora no Instituto Superior de Artes em Luanda. Acumula esta função com um projeto no domínio da curadoria de exposições de arte contemporânea e com o trabalho de investigação em cinema africano e artes visuais contemporâneas

Marcela Garcia Oliveira

Nasceu em Cuba e licenciou-se em Arte teatral na Escola Nacional de Arte e no Instituto Superior de Arte em Cuba. Desde 2003, faz parte de um grupo profissional de teatro, primeiro como atriz e, posteriormente, como diretora artística. Desde 2008, é Professora universitária. Atualmente, é Professora no Instituto Superior de Artes em Luanda, Mestrado em Processos Formativos do Ensino das Artes.

 

PROGRAMA

 

 

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.