Espanha: Ex-bolseiro Camões, I.P. vence XV Prémio de Tradução Giovanni Pontiero

Publicado em quinta, 29 outubro 2015 14:21

Numa cerimónia que decorreu no dia 29 de outubro de 2015, Carles Sanz, com a tradução de ”O meu de pé laranja lima”, foi o galardoado com o XV Prémio de Tradução Giovanni Pontiero, um prémio promovido pelo Centro de Língua Portuguesa em Barcelona/Camões, I.P. e a Facultat de Traducció i d’Interpretació da Universitat Autònoma de Barcelona (UAB).

 

Antigo aluno de Tradução e Interpretação daquela faculdade, Carlos Sanz foi bolseiro do Camões, I.P. e é atualmente tradutor literário.

 

Na presente edição concorreram três traduções para catalão de obras literárias escritas originalmente na língua portuguesa.

 

A cerimónia de entrega contou com a presença de Lluís Quintana, Vice-reitor de Relações Internacionais da UAB, Laura Santamaria, Decana da Facultat Traducció i d’Interpretació, Filipa Soares, Coordenadora do Ensino Português no Estrangeiro para Espanha e Andorra e Adida para assuntos de educação do Camões, I.P., e Paulo Teles da Gama, Cônsul-Geral de Portugal em Barcelona.

 

O poeta Nuno Júdice, também presente, proferiu uma palestra subordinada ao tema “O tradutor como heterónimo”.

 

Referindo-se ao trabalho dos tradutores, o poeta realçou que “o tradutor deve ter uma faceta crítica, não devendo, no entanto, apagar a sua identidade”, acrescentando “o estilo do autor é único e o que escreve na sua língua é intocável, é um texto inalterável”. Para Júdice “o tradutor tem maior liberdade” e “pode ser representado como a máscara do autor”.

No final da cerimónia, teve lugar uma atuação musical de Mariona Roca, que cantou quatro fados em catalão.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.