Moçambique: Paisagens interiores de Filipe Branquinho em exposição

Publicado em segunda, 23 novembro 2015 12:48

O Centro Cultural Português em Maputo/Camões, I.P. acolhe, no dia 24 de novembro de 2015, pelas 18h00, a inauguração da exposição individual de fotografia “Paisagens Interiores”, de Filipe Branquinho, numa coprodução entre este centro cultural, a Embaixada de Portugal em Moçambique e a Câmara Municipal de Lisboa – EGEAC.

 

Narrar a cidade onde nasceu, vive e trabalha, conhecer as suas histórias no cruzar dos tempos, aqueles que a percorreram e a habitaram, aqueles que a construíram e constroem, está na génese do projeto fotográfico desenvolvido entre 2011 e 2015 por este fotógrafo moçambicano.

Afastando-se de um registo documental convencional ou de uma busca em fixar edifícios icónicos da cidade, Branquinho apresenta uma série de 24 fotografias ao longo da qual nos propõe uma viagem por espaços públicos e semipúblicos da cidade.

Filipe Branquinho nasceu em Maputo, Moçambique, em 1977, onde vive e trabalha. Tendo crescido durante a guerra civil, num ambiente intimamente ligado ao mundo do jornalismo e das artes, tornou-se particularmente envolvido no campo da fotografia através do contacto com alguns dos maiores nomes da fotografia moçambicana, como Ricardo Rangel, Kok Nam e José Cabral. Fotógrafo autodidata estudou arquitetura na Universidade Eduardo Mondlane em Maputo e na Universidade Estadual de Londrina, no Brasil.

O projeto conta ainda com o apoio do Mozabanco, Betar, Faculdade de Arquitetura da Universidade Eduardo Mondlane, José Forjaz Arquitetos, Kioske Digital, Promar, Soperfis, Parallelo e Anima.

A exposição estará patente até ao dia 15 de janeiro de 2016, seguindo depois para Lisboa, numa coprodução com a Câmara Municipal de Lisboa – EGEAC, estando patente na Galeria da Avenida das Índias, entre 24 março e 5 de junho de 2016.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.