Angola: Árvore mítica inspira exposição do artista plástico Don Sebas Cassule

Publicado em quinta, 26 novembro 2015 14:51

 

No dia 2 de dezembro de 2015, pelas 18h30, o Centro Cultural Português em Luanda/Camões, I.P. acolhe a inauguração de uma exposição de pintura e instalação “A Singularidade Proverbial do Imbondeiro”, do artista Don Sebas Cassule.

 

Decorridos três anos desde a sua última exposição individual, Don Sebas Cassule regressa ao contacto com o público com 20 obras inéditas de pintura e duas instalações, que estarão patentes ao público até dia 24 de dezembro.

O tema do Imbondeiro, abordado pelo artista angolano, é um símbolo maior da africanidade, particularmente de Angola. Árvore mítica e mística, que alimenta lendas, ritos e provérbios da cultura tradicional angolana. Tem sido, ao longo dos tempos uma recorrente fonte de inspiração para poetas, escritores, músicos, e muitos artistas plásticos angolanos.

Nesta mostra, Don Sebas Cassule, faz uma abordagem singular do Imbondeiro, num exercício artístico em torno de 20 ângulos da árvore mítica, ligando cada um deles a provérbios angolanos em línguas nacionais.

Nascido em Camabatela, Sebastião Joaquim Ndebela Cassule, de nome artístico Don Sebas Cassule, é desenhador, instalador e artista autodidata e, curiosamente, foi técnico de manutenção aeronáutica. É membro da União Nacional de Artistas Plásticos Angolanos e da Associação Internacional de Artes Plásticas “L’Aigle de Nice”. Participou em cerca de exposições 70 exposições, em Angola e no estrangeiro, das quais uma dezena individuais.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.