Filipinas: Ramalho Eanes Galardoado com o Prémio Internacional da Paz GUSI

Publicado em terça, 01 dezembro 2015 16:53

Ramalho Eanes, ex-Presidente da República, foi galardoado no dia 25 de novembro de 2015, em Manila, com o Prémio Internacional da Paz atribuído por uma instituição filipina e que é considerado o "Nobel da Ásia". O objetivo é distinguir o trabalho de Ramalho Eanes a favor da paz, principalmente entre os países que têm o português como língua oficial. O General Eanes é o primeiro cidadão português a ser distinguido com este prémio.

O comité de atribuição do prémio e a Gusi Peace Prize International Foundation escolheram o antigo Chefe de Estado português pelo contributo “exemplar para a diplomacia da paz” enquanto estadista e, mais concretamente, pelo papel que desempenhou “para a criação de uma paz duradoura no alargado universo de países de língua portuguesa”.

Considerado o “Prémio Nobel da Ásia”, o Prémio Internacional da Paz Gusi – criado em 2002 e assim batizado em homenagem a Gemeniano Javier Gusi, que combateu na II Guerra Mundial e se tornou depois um dos mais proeminentes defensores dos direitos humanos nas Filipinas, reconhece o trabalho de individualidades ou de organizações que contribuíram para a paz e a justiça global.

António Ramalho Eanes é o segundo antigo Chefe de Estado português a ser distinguido este ano com um galardão de grande prestígio internacional. Jorge Sampaio recebeu na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, o prémio Nélson Mandela pelo trabalho realizado na liderança da Aliança das Civilizações e pelo contributo dado à luta contra a tuberculose.

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.