A Exposição de Rua do Ano Europeu para o Desenvolvimento (AED) regressa a Lisboa

Publicado em quarta, 09 dezembro 2015 10:28

Até 15 de dezembro de 2015 é possível voltar a visitar a exposição alusiva ao Ano Europeu para o Desenvolvimento na Praça Rossio dos Olivais, no Parque das Nações (junto ao MEO Arena).

Trata-se de uma Mostra que já tinha estado em Lisboa, no Martim Moniz, aquando das celebrações do Dia da Europa, e que fez uma longa viagem pelo país ao longo do ano, a divulgar as temáticas do desenvolvimento.

Através de fotografias e de curtas mensagens escritas, esta exposição mostra a diversidade de temas debatidos durante este ano, como: Educação; Saúde; Mulheres e Raparigas; Paz e Segurança; Trabalho Digno e Empresas; Desenvolvimento Sustentável e Direitos Humanos.

A inauguração da exposição, que antecedeu a Semana do Desenvolvimento, de 13 a 17 de maio, em Lisboa, constituiu um momento para apelar à causa da cooperação entre os povos. Indicada para todos os públicos, a exposição insere-se no Programa de Trabalho Nacional, coordenado pelo Camões, I.P., em parceria com diferentes organizações da sociedade portuguesa, como as ONGD; autarquias; escolas, universidades, organizações internacionais, a Representação da Comissão Europeia em Portugal e outras organizações que trabalham com os temas centrais do Ano Europeu.

Tendo como mote “O nosso mundo, a nossa dignidade, o nosso futuro”, o Ano Europeu para o Desenvolvimento pretende ser um catalisador para as temáticas do desenvolvimento, através da promoção do debate público, da educação para o desenvolvimento, da divulgação e partilha de boas práticas. A Exposição de Rua conta três histórias de vida, plasmadas em retrato, de Aisato, Francelino e Joaquim, que, com a sua intervenção, contribuíram para a melhoria das condições de vida, quer das suas famílias, quer das populações locais dos seus países de origem: Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste.

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.