Câmara Municipal de Lisboa acolhe encerramento do Ano Europeu para o Desenvolvimento

Publicado em quarta, 16 dezembro 2015 18:06

Decorreu a 15 de dezembro de 2015, nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, a cerimónia de encerramento do Ano Europeu do Desenvolvimento em que foi apresentado o balanço das principais iniciativas realizadas. O objetivo do AED em Portugal, coordenado pelo Camões-Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., foi o de promover o interesse, a participação e o pensamento crítico dos cidadãos portugueses sobre o Desenvolvimento Global no âmbito das políticas de cooperação para o desenvolvimento de Portugal e da União Europeia.

Um Ano Europeu edificado numa estrutura de parcerias, cabendo ao Camões, I.P. o papel de facilitador, colaborando com todas e cada uma das organizações parceiras na concretização das diferentes iniciativas e na difusão da mensagem e mote deste Ano.

Ao longo de 2015, foram publicados 25 artigos de opinião e 343 artigos com notícias e referências às temáticas do desenvolvimento em 159 órgãos de comunicação social nacionais e regionais promovendo um debate sobre as questões do desenvolvimento na comunicação social como nunca tinha acontecido. Destaque para a campanha nacional de comunicação na internet, redes sociais, televisão, rádio e na rua; a conferência internacional, onde se refletiu e debateu o Desenvolvimento Global; a Semana do Desenvolvimento promovida em parceria com a Plataforma Portuguesa das ONGD; a exposição de rua que levou os temas do Ano Europeu aos transeuntes das cidades portuguesas; o prémio de jornalismo que premiou trabalhos e profissionais de comunicação que se distinguiram nas áreas dos Direitos Humanos e do Desenvolvimento, o trabalho desenvolvido por Cláudia Semedo, o rosto do Ano Europeu, comunicando a mensagem quer junto dos meios de comunicação social, quer das organizações parceiras.

Conduzido precisamente pela embaixadora do Ano Europeu em Portugal, Cláudia Semedo, este evento contou com a presença do presidente da autarquia, Fernando Medina, da Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, de vereadores, embaixadores, da presidente do Camões, I.P., Ana Paula Laborinho, Isabel Mota, do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian, e José de Tolentino Mendonça, professor universitário e escritor.

Durante a cerimónia, foram entregues os prémios de Investigação para o Desenvolvimento, patrocinados pelo Camões-Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e pela Fundação Calouste Gulbenkian. A Associação de Cooperação Entre Povos-ACEP com o projeto “Observatório dos Direitos na Guiné-Bissau” e o Instituto Marquês Vale Flor-IMVF com o projeto “ Coerência de Políticas para o Desenvolvimento” foram as duas Organizações Não Governamentais de Desenvolvimento contempladas.

A Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, que copresidiu à Sessão, garantiu que o Governo está apostado em "tornar a cooperação portuguesa para o desenvolvimento mais forte e eficaz", explicando que Portugal e a União Europeia têm uma obrigação ética de cooperação internacional que decorre dos seus próprios valores e da sua matriz fundacional. "Promover a paz, o desenvolvimento sustentável e os direitos humanos é hoje, mais do que nunca, do interesse direto e imediato de todos os europeus", acrescentou a governante.

Sobre os mecanismos de cooperação nacional, a Secretária de Estado referiu como principais orientações estratégicas o reforço da coordenação dos vários atores públicos da cooperação portuguesa, a manutenção da parceria privilegiada com os países de língua portuguesa e a diversificação das fontes de financiamento da cooperação.

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.