Morreu o ator Nicolau Breyner

Publicado em segunda, 14 março 2016 17:58

O ator Nicolau Breyner morreu na manhã do dia 14 de março de 2016, em sua casa, em Lisboa. Tinha 75 anos e mais de 55 de carreira, tendo-se tornado numa das figuras mais populares da ficção e da televisão. Segundo fonte oficial citada pelo Diário de Notícias, Nicolau Breyner morreu de "causas naturais".

O ator estava desde outubro a gravar a telenovela A Impostora, para a TVI, que ainda não estreou. Tinha viagem marcada para o Brasil no dia 15.

Natural de Serpa, no Alentejo, o ator e realizador estreou-se na representação logo no início dos anos 60 do século passado. Foi como o "tanoeiro", um pequeno papel na peça Leonor Telles que, a 20 de abril de 1960, se estreou no teatro, depois de ter vindo para Lisboa, para estudar no Conservatório.

Ao longo dessa década tornou-se numa das primeiras figuras do teatro de revista e nos anos setenta num dos atores mais populares do país, graças à televisão.

Para a maior a parte dos portugueses, será sempre o Sr. Feliz, metade da dupla "Sr. Feliz e Sr. Contente", rábula que protagonizava com Herman José. Marcou ainda a televisão com programas como Eu Show Nico (1980) ou Gente Fina é Outra Coisa (1983).

Foi ator e coautor da primeira novela portuguesa, Vila Faia, em 1982. Na telenovela desempenhou um papel marcante, o de João Godunha.

Trabalhou também como realizador de várias séries e produtor de TV, tendo sido o fundador da NBP Produções e conta com mais de quarenta participações no cinema.

Com Lusa, Público e Diário de Notícias

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.