Japão: João Carvalho expõe trabalhos sobre os biombos ‘Namban’ no Japão

Publicado em quarta, 04 maio 2016 10:55

Uma outra narrativa sobre os biombos namban constitui o cerne da exposição de pinturas que o artista plástico português João Carvalho apresenta, desde 30 de abril e até 13 de maio de 2016, na “Sala de Usuki” na cidade de Usuki, em Oita, Japão.

Os biombos namban fazem parte duma narração pictórica da chegada dos navios portugueses no século XVI ao Japão. Neles encontram-se representados, para além dos locais e de personagens (alguns deles históricos), animais, plantas e mercadorias que eram dados a conhecer pela primeira vez ao Japão.

João Carvalho, expondo pela terceira vez em Usuki, e decorridos 10 anos após o seu primeiro contacto com aquela cidade do sul do Japão, na ilha de Kyushu, propõe uma outra narração em 12 painéis de tela de linho com as dimensões dos biombos originais.

São painéis que, atravessados pelas nuvens douradas no céu (representando o Japão) e as ondas azuis do mar (em representação de Portugal), contam a história, desde o corte de madeira do Pinhal de Leiria para a construção dos navios em Portugal até à clássica procissão pelas ruas da atual Usuki.

Esta viagem visual, em que o cavalo dá o mote ao título, Tabisuru Uma (Cavalo na Viagem), descreve cientificamente 6 espécies de animais introduzidas pelos portugueses no Japão e 6 espécies de animais japonesas que também aí foram encontradas pela primeira vez.

Recorda ainda, com aplicação de tecidos nobres dos 2 países - a chita de Alcobaça e a Sarasa japonesa -, o transporte de novos materiais levados da Índia para todo o mundo e que nos 2 países evoluíram de formas diferentes.

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.