Angola: Exposição “Ícones e Paisagens da Minha Terra”, de Francisco Van-Dúnem

Publicado em segunda, 04 julho 2016 18:10

Será inaugurada no dia 12 de julho de 2016, às 18h30, no Camões – Centro Cultural Português em Luanda, a exposição “Ícones e Paisagens da Minha Terra”, do Mestre Francisco Van Dúnem (Van), que assinala quatro décadas do seu percurso artístico. A exposição ficará patente até dia 6 de agosto.

Nesta mostra individual, Van apresenta cerca de noventa obras inéditas, em expressões diversificadas (dez pinturas, setenta desenhos, uma instalação, um vídeo e cinco objetos de materiais diversos). Através deste trabalho, Van revisita e reinventa a sua angolanidade, reafirmada como recorrente fonte de inspiração e fio condutor de toda a sua obra.

Mergulha nas raízes profundas da sua terra, sem contudo deixar de se assumir como um artista da sua época, que reflete, interroga e questiona, chamando a atenção para contradições que marcam as novas realidades sociais e urbanas do mundo atual.

Francisco Van-Dúnem (Van) nasceu no Icolo e Bengo e fez os estudos primários e secundários em Luanda. Concluiu o Curso Geral de Artes Visuais na ex-Escola Industrial de Luanda (1976). É membro fundador da União dos Artistas Plásticos (1977). Concluiu o curso Médio de Pintura em Havana (1981) e a licenciatura em Educação Visual e tecnológica na Escola Superior de Viana do Castelo (1994).

Foi cofundador e professor de desenho, gravura e pintura e também diretor da Escola Média de Artes Plásticas em Luanda (1994/1997). Concluiu o Mestrado em Educação Artística na University of Surrey Roehampton em Londres e foi Secretário- Geral da UNAP e Diretor Nacional de Formação Artística. Atualmente, é docente da disciplina de desenho no Curso de Arquitetura da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto e Professor colaborador do Instituto Superior de Artes.

Conta no seu percurso com perto de 30 exposições individuais e mais de uma centena de exposições coletivas apresentadas em Angola e noutros países, como Argélia, Brasil, Bulgária, Cabo Verde, Cuba, Espanha, Gabão, Itália, África do Sul, Inglaterra, Namíbia, Jugoslávia, Hungria, Guiné-Bissau, Inglaterra, Namíbia, ex-Jugoslávia, Hungria, Moçambique, ex-Checoslováquia, Zâmbia, Rússia, Noruega, Suécia, Portugal, Congo, França, Alemanha, EUA, Japão e China.  

Entre os prémios recebidos, destacam-se: O Prémio Mural Cidade de Luanda/1985; Prémio Banco de Fomento Exterior/1990; Prémio Ensa-Arte/1996; Prémio Ensa-Arte/2004; Prémio Nacional de Cultura e Artes/2008.

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.