Itália: Revista luso-italiana “Submarino” obteve a Menção Honrosa da 33ª edição do Prémio Literário “Cesare Pavase”

Publicado em quarta, 03 agosto 2016 19:12

O segundo número da revista luso-italiana Submarino, editada em Itália, pela Scritturapura Casa Editrice, com o apoio do Camões, I.P., da Direção-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e da Embaixada de Portugal em Roma, obteve a Menção Honrosa da 33ª edição do Prémio Literário Cesare Pavase. Este galardão distingue anualmente escritores, jornalistas, intelectuais e personalidades culturais, foi instituído em 1984, em Santo Stefano Belbo (Cuneo), cidade natal do escritor, é organizado e é promovido pelo CEPAM - CEntro PAvesiano Museo Casa Natale [http://www.centropavesiano-cepam.it/ ]

Submarino é uma revista de estudos comparativos que visa promover a literatura de língua Portuguesa em Itália. Tem como propósito afirmar-se como um veículo intercultural dedicado ao estudo, à comparação e à divulgação da poesia, narrativa e ensaística lusófonas.

Focaliza-se nas interações entre as culturas de língua portuguesa e italiana. Apresenta-se seccionada em Periscópio (secção confinada aos objetos literários localizados num horizonte de referência comum para as culturas de língua Portuguesa e Italiana); Passageiros (secção na qual se anuncia um convidado especial); Sonar (secção a partir da qual se acede à escuta poética através da tradução em italiano de amostras de poemas sobre um tema específico); Vigia (secção devotada à narrativa Lusófona onde se apresentam contos de autores consagrados ou emergentes); Submerso & afundado (secção onde se revelam ou recuperam textos referentes a ensaios inéditos ou desconhecidos em Itália); Batalha Naval (secção onde se aprofundam possíveis afinidades literárias entre a cultura italiana e da Lusofonia numa perspetiva comparatista); Sala de máquinas (secção onde se vertem reflexões sobre questões de estudos de tradução em relação às duas línguas) e, finalmente, Torpedos (secção onde se patenteiam comentários sobre novidades referentes ao universo lusófono no mercado editorial italiano.

O número da revista, agora distinguido, que teve a coordenação de António Fournier, Alessandro Granata Seixas e Manuele Masini, à semelhança do anterior, contém dois grandes blocos temáticos. Se no primeiro número se dedicava atenção à receção italiana de Fernando Pessoa, neste a atenção concentra-se na receção portuguesa de Cesare Pavese, respeitando os objetivos do projeto editorial que é o de fomentar o diálogo entre as duas culturas literárias, portuguesa e italiana. Para tal solicitou-se a vários escritores portugueses um testemunho ou um poema inédito sobre o autor italiano, resultando no momento mais importante até à data das relações literárias entre os dois países no que concerne ao poeta italiano. O outro tema é o da chamada “Poesia submarina” com um conjunto de poemas sobre o tema da água, propostos pela primeira vez em tradução italiana. O número é ainda enriquecido com dois ensaios italianos inéditos sobre o motivo do aquário em Lobo Antunes e do tema da água profunda na poesia portuguesa. Acrescem ainda quatro recensões sobre os últimos livros portugueses publicados em Itália.

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.