Lisboa acolhe Fórum do Livro de Macau

Publicado em segunda, 17 outubro 2016 17:13

A Associação Amigos do Livro em Macau vai realizar de 24 de outubro a 03 de novembro de 2016 o Fórum do Livro de Macau em Lisboa, cujo programa inclui uma feira do livro, conferências, debates e o lançamento de três obras.

 

O fórum começa no dia 24 de outubro, com a inauguração de uma feira do livro, com obras de e sobre Macau, realizando-se no mesmo dia, no Centro Científico e Cultural de Macau (CCCM), a sessão oficial de abertura da semana do livro. Esta antecede duas conferências: a primeira, sobre livros e leituras de Macau nos séculos XVI e XVII, que vai estar a cargo do presidente do CCCM, Luís Filipe Barreto, e uma segunda, intitulada "O Delta Literário de Macau", a ser proferida por José Carlos Seabra Pereira, autor da obra com o mesmo nome, recentemente galardoado com o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho/Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

Três obras serão lançadas durante o fórum: "Espíritos", de Shee Va, (dia 25 de outubro), "Macau Histórico e Cultural", de António Aresta (dia 26) e ainda "Arquivo das Confissões/Bernardo Vasques e a Inveja", de Carlos Morais José, (dia 31).

Destaca-se ainda uma sessão sobre os poetas de Macau, com especial evocação de Camilo Pessanha, na Fundação Casa de Macau em Lisboa, com a presença do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, também ele poeta, a ter lugar a 29 de outubro.

No dia anterior, sobressai uma palestra, por Han Lili, docente do Instituto Politécnico de Macau, que irá apresentar uma panorâmica da atual literatura chinesa em Macau, dado que um dos objetivos da Associação Amigos do Livro em Macau passa também por "tentar entrar na literatura chinesa de Macau, conhecê-la e tentar, quanto possível, divulgá-la para que possa ser traduzida".

Depois de 03 de novembro, o Fórum do Livro de Macau vai ter uma extensão a Coimbra, cujo programa inclui a apresentação de um livro sobre os 15 anos da imprensa de língua portuguesa em Macau, após a transferência do exercício de soberania de Portugal para a China, em 1999, de João Figueira.

Trata-se do primeiro grande evento da Associação Amigos do Livro em Macau que pretende que a iniciativa tenha caráter anual.

Criada em 2005, a associação retomou a sua atividade este ano com o objetivo renovado de "fazer chegar o livro a todos".

Lusa

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.