Dia Internacional da Tolerância Zero para a Mutilação Genital Feminina na Guiné-Bissau

Publicado em sexta, 09 fevereiro 2018 17:34

O Dia Internacional da Tolerância Zero para a Mutilação Genital Feminina (MGF), 6 de fevereiro, foi assinalado pela Camões, I.P. na Guiné-Bissau em parceria com o Comité Nacional para o Abandono das Práticas Nefastas (CNAPN) e a ONGD Portuguesa P&D Factor, no âmbito do projeto de cooperação Meninas e Mulheres: Igualdade, Educação, Saúde e Direitos.

Participou na sessão pública o Embaixador de Portugal em Bissau, António Alves de Carvalho, que reafirmou o compromisso de Portugal com este combate, assumido desde 2008 nos sucessivos Planos de Ação para a Igualdade e nos projetos de cooperação com a Guiné-Bissau, em parceria com CNAPN e Fundo das Nações Unidas para a População.

O projeto Meninas e Mulheres, que é financiado pela Secretaria de Estado para a Igualdade de Portugal, inclui atividades de formação de agentes chave nas comunidades para combate à MGF, aos casamentos infantis e forçados e para promoção de direitos sociais das mulheres, na Guiné-Bissau e na diáspora em Portugal.

A prática da MGF é uma violação de direitos humanos, impedimento à autonomia e plena participação das mulheres na sociedade e à sua liberdade de realização pessoal.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.