"Camões dá que Falar" com Jorge Moreira da Silva

Publicado em quinta, 19 abril 2018 12:56

Teve lugar ontem, dia 18 de abril de 2018, a quarta conversa do ciclo “Camões dá que falar”, que teve  início a 25 de janeiro de 2018 com o antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros Luís Amado. O orador convidado da sessão de ontem foi Jorge Moreira da Silva, atual Diretor da Cooperação para o Desenvolvimento da OCDE, em Paris, e que de 2013 a 2015 foi Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia de Portugal.

A conversa incidiu sobre as tendências da ajuda ao desenvolvimento, nomeadamente a ajuda pública e privada, enquadrada no atual contexto geopolítico mundial e na situação concreta dos países em vias de desenvolvimento. Jorge Moreira da Silva apresentou, ainda, os novos desafios da implementação da Agenda 2030, no contexto da cooperação para o desenvolvimento, tendo priorizado as vertentes de monitorização e modernização, as questões populacionais e ressaltado a importância  dos recursos alocados para o apoio a países em situação de conflito.

A mobilização de novas fontes de financiamento para a ajuda ao  desenvolvimento, designadamente ao nível do setor privado, e propostas de colaboração, entre instituições nacionais, mais efetivas foram ainda questões debatidas, com referência a exemplos de países e situações concretas. Jorge Moreira da Silva destacou a unanimidade na prioridade atribuída à cooperação para o desenvolvimento  enquanto missão dos países membros da  OCDE, tendo destacado a posição de Portugal e as opções criteriosas que tem assumido neste domínio.

O “Camões dá que falar” é uma iniciativa do Camões, I.P.. Com um orador convidado por mês, o Camões abre as suas portas à sociedade civil e pretende tornar-se palco de discussões e debates, num registo informal e inclusivo, de modo a estimular a troca de ideias com a participação ativa da audiência.

O próximo evento está agendado para dia 23 de maio de 2018, pelas 18H00 no auditório Camões, com Leonor Beleza, Presidente da Fundação Champalimaud desde 2004.

A entrada é livre.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.