Brasil: Bahia-Portugal: Pontos Que Nos Unem

Publicado em quarta, 16 maio 2018 18:13

Uma nova marca para celebrar as relações culturais, históricas e de afeto entre a Bahia e Portugal. É assim que o Consulado Geral de Portugal em Salvador lança o projeto multicultural “Bahia-Portugal: Pontos Que Nos Unem”, para celebrar a Lusofonia.

A marca pretende ser um catalisador de ações que acontecerão entre os meses de maio e junho, anualmente. Confira a programação em https://drive.google.com/file/d/1TV6lJS-XX83K0zC719-6V8seIygxrGgc/view?usp=sharing_eil&ts=5afaf9f1.

Este ano, 2018, o Consulado Geral de Portugal na Bahia tem como parceiro realizador das ações a Cátedra Fidelino de Figueiredo – Camões, I.P./UNEB, que vão promover o diálogo Bahia - Portugal, com o apoio das empresas portuguesas, instituições académicas e culturais de Salvador.

Para a titular da Cátedra Fidelino de Figueiredo – Camões, I.P./UNEB, Rita Aparecida Santos, o afeto é a  linha central deste projeto. “Todos os diálogos que estão sendo propostos na programação do projeto são costurados por pontos invisíveis, como o afeto. A amizade dos escritores Luis Serguilha (Portugal) e Lívia Natália (Bahia), a decisiva contribuição de Agostinho da Silva na criação do CEAO/UFBA, a arte de Bel Borba e Helena Cardoso que se encontram no imaginário criativo dos dois artistas. Assim são os pontos que nos unem: baseados na história, na cultura e nos afetos”, resume.

Esta é uma iniciativa que visa estreitar ainda mais os laços entre o Brasil e Portugal, no ano em que Salvador foi eleita Capital da Cultura dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), se comemoram os 210 anos da chegada da Família Real à capital baiana e o centenário do edifício do Gabinete Português de Leitura, um dos últimos representantes do neomanuelino no Brasil.

Programação

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.