Senegal: Conversa entre Pepetela e José Luís Peixoto “Escrever em Português: A Distância Conta?”

Publicado em quinta, 17 maio 2018 12:40

Numa iniciativa da Comissão Temática de Promoção e Difusão da Língua Portuguesa dos Observadores Consultivos da CPLP, teve lugar no dia 16 de maio de 2018, na Embaixada de Portugal em Dakar, o encontro sobre literatura de Língua Portuguesa “Escrever em Português: A Distância Conta?”. O evento foi promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian, na qualidade de entidade coordenadora, em colaboração com o Camões, I.P., a  Embaixada de Portugal em Dakar e a Universidade Cheikh Anta Diop.

O escritor angolano, Pepetela, e o português, José Luís Peixoto, foram recebidos por uma plateia curiosa e participativa, constituída maioritariamente por estudantes e professores senegaleses de Língua Portuguesa, elementos do meio académico e representantes da comunidade lusófona. Os escritores, de dois continentes distintos, desconstruíram a ideia de distância, através do recurso à  língua portuguesa, com as suas variantes, que a enriquecem. Abordaram ainda os temas da importância da tradução, das línguas nacionais e da utilização e impacto das novas tecnologias e das redes sociais no processo criativo.

O Senegal tem o estatuto de Observador Associado da CPLP desde 2008, e o número de estudantes de português no país ascende a cerca de 46 mil, distribuído pelos diferentes graus de ensino, em escolas públicas e privadas.

 

 

 

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.