Exposição "Direitos Humanos: Eu tenho um Papel"

Publicado em segunda, 15 outubro 2018 12:15

O Camões - Centro Cultural Português em Díli, com a colaboração dos Centros de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) e da Fundação Oriente, promove a exposição  “Direitos Humanos: Eu tenho um papel” para celebrar o 70.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, cuja inauguração teve lugar no dia 13 de outubro de 2018.

 

 Na inauguração estiveram presentes os ilustradores portugueses Natalina Cóias e Paulo Galindro, que dinamizaram oficinas de ilustração alusivas aos Direitos Humanos entre os dias 4 e 10 de outubro de 2018. A Embaixada de Portugal e o Camões, I.P uniram-se às escolas CAFE de Díli, Ermera, Aileu, Manatuto e Liquiça, bem como à Escola Portuguesa Ruy Cinatti, para realizar 6 oficinas de ilustração, onde cerca de 800 crianças e jovens foram convidados a pensar os Direitos Humanos e a construir, em papel, o seu autorretrato, com uma mensagem acerca do direito que consideram mais relevante. 

 

Foi em virtude da riqueza da experiência e da multiplicidade e diversidade nos trabalhos resultantes das oficinas que foi considerada a organização desta exposição que ilustra o envolvimento de alunos e professores. Na exposição “Direitos Humanos: Eu tenho um papel” podem ser vistos 800 meninas e meninos de papel que exibem cartazes a lembrar a importância de garantir o direito à educação, à saúde, à liberdade, mas também tantos outros como o direito à alegria, ao amor, a criar, a inventar, a namorar, a ter um nome, ou simplesmente, a ter um amigo. 

A Exposição “Direitos Humanos: Eu Tenho um papel” estará patente no Camões - Centro Cultural Português em Díli até ao dia 3 de novembro de 2018.

6857 l

6857 lll

6857 lllll

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.