Educação para a Cidadania Global no Centro da Educação

Publicado em sexta, 23 novembro 2018 16:55

Foi lançada hoje em Lisboa, na Fundação do Oriente, na presença do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, a nova Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento 2018-2022. O Plano de Ação da Estratégia foi assinado por dezasseis instituições públicas e da sociedade civil no quadro da conferência “Building a World of Justice and Solidarity: Global Education in the School”.

A conferência foi promovida pelo GENE – Global Education Network Europe, pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., pela Direção-Geral da Educação e pela UNESCO. O GENE é uma rede europeia de organismos públicos com responsabilidades nos domínios da educação e do desenvolvimento internacional.

Tiago Brandão Rodrigues afirmou que a “Educação para a Cidadania Global é o verdadeiro motor para a transformação social e para uma visão progressista daquele que deve ser o futuro do nosso planeta”.

A Educação para a Cidadania Global e a Educação para o Desenvolvimento estão, cada vez mais, no centro da “educação inclusiva e de qualidade”. Esta é a visão da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que tem vindo a ganhar força em países como a Finlândia e Portugal. Trata-se de promover uma educação dos cidadãos e, em especial, dos jovens no sentido de lidarem com os desafios associados à globalização, direitos humanos, paz, alterações climáticas e igualdade de oportunidades.

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.