França: Dança contemporânea portuguesa no Festival Jamai(s) Vu!

Publicado em terça, 31 janeiro 2012 08:37

Portugal é o país convidado da 6ª edição do Festival Jamai(s) Vu! – uma plataforma para a divulgação de jovens coreógrafos europeus -, que decorrerá a 3 e 4 de fevereiro em Bagnolet, no departamento de Seine-Saint-Denis, nos arredores de Paris.

As companhias de dança contemporânea AADK/Máquina Agradável, Elizabete Francisca&Teresa Silva e Sofia Fitas são os grupos que apresentarão os seus espetáculos no teatro Le Colombier/Danse, que produz o festival com o apoio da Embaixada de Portugal em Paris e do Instituto Camões.

O espaço Le Colombier pertence à companhia Langajà, um «grupo que se interessa pela escrita contemporânea e pelo imediatismo das suas afirmações», pelos «sinais do mundo corrente, as manifestações simples e espontâneas do teatro».

A plataforma criada pelo Festival Jamai(s) Vu!, que «permite realçar a criação de um país e descobrir as suas várias facetas», é a «oportunidade de propor trocas artísticas com artistas franceses, mas também tempo de apresentação, de investigação, de criação, de encontros e debates», escrevem os promotores do evento.

Para esta edição Le Colombier aliou-se à associação Danse Dense de Pantin, nos arredores de Paris, que em dezembro, no quadro da manifestação Danse en Chantier, deu a conhecer ao público francês o trabalho de diversas companhias portuguesas de dança, nomeadamente daquelas que agora se apresentam no Festival Jamai(s) Vu!.

A coprodução The postponed projet é a criação levada pelas companhias AADK, de Berlim, e Máquina Agradável, de Lisboa. A Companhia de Elizabete Francisca & Teresa Silva apresentará nos dois dias do festival o espetáculo Um espanto não se espera, enquanto Sofia Fitas, num espetáculo a solo, mostra Qu’être.

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.