Cabo Verde: Colóquio “Deportados Políticos e Colónias Penais em Cabo Verde” no CCP

Publicado em sexta, 09 março 2012 11:37

No próximo dias 13 (Praia) e 15 (Mindelo), o Instituto Camões/Centro Cultural Português promove a realização do colóquio “Deportados Políticos e Colónias Penais em Cabo Verde”, que reúne 6 investigadores que apresentam os estudos que têm desenvolvido sobre estas temáticas. As sessões decorrem no auditório do IC/CCP na Praia e no Polo do Mindelo, com início às 15h00.

Assinalam-se, em 2012, cinquenta anos sobre o envio do primeiro grupo de prisioneiros políticos angolanos para o Campo do Tarrafal de Santiago, o que, junto com outras iniciativas locais em curso, no âmbito dos estudos sobre a fundação e o funcionamento deste e do Campo do Tarrafal de S. Nicolau e da definição do estatuto patrimonial a conferir a ambos, abre oportunidade à realização de mais uma reflexão sobre a história recente que o Centro quer suscitar, em parceria com importantes atores locais.

As comunicações a apresentar versam diversos aspetos relacionados com a história dos campos. Ana Cordeiro, responsável do Polo do Mindelo do IC/CCP - “Maçonaria, Degredo e Deportação em Cabo Verde no Século XIX “; José J. Cabral, investigador e Director do Gabinete Municipal de Desenvolvimento Local da C.M. de Tarrafal de S. Nicolau - “Ilha de São Nicolau na rota da deportação”; José Soares, investigador e Vereador da C.M. do Tarrafal de Santiago - “O Campo de Concentração do Tarrafal (1936-1954): A origem e o quotidiano”; José Vicente Lopes, jornalista e investigador - “Tarrafal. Memória e Património”; Nélida Brito, docente da UniCV - “O Tarrafal na Memória dos Prisioneiros – Realização de Cerimónia Fúnebre – 1936-54”) e Víctor Barros, investigador do CEIS 20 da Universidade de Coimbra e bolseiro de doutoramento da FCG - “A deportação política e os seus fantasmas: modalidades, contextos políticos e memórias”, compõem o painel que terá a moderação de Isa Dora Lélis, do IIPC.

A promoção, dinamizada por este Centro Cultural, dos estudos de historiografia portuguesa e cabo-verdiana, visa incrementar o diálogo entre instituições e investigadores dos dois países, fortalecer o papel da língua portuguesa nos domínios da produção de conhecimento e da ciência e contribuir para a consolidação de um diálogo contemporâneo entre os dois povos. A criação pelo Centro, em 1995, da “Coleção de Documentos para a História de Cabo Verde” (na qual foram já editadas 5 obras) e a realização de seminários e colóquios nesta área, o último dos quais por ocasião das comemorações do centenário da República, estão a dar corpo a esses propósitos.

O colóquio “Deportados Políticos e colónias Penais em Cabo Verde” conta com a parceria dos municípios do Tarrafal de S. Nicolau e Tarrafal de Santiago, da UniCv e do IIPC.

 

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.