Cabo Verde: Ação de formação sobre História Local, Cidadania e Património

Publicado em terça, 10 abril 2012 13:40

Numa parceria entre o IC - CCP/Polo do Mindelo e o Ministério da Educação de Cabo Verde, com o apoio da casa café Mindelo, decorre entre 9 e 13 de abril nas instalações da Delegação Escolar (ex-Liceu Velho), uma ação de formação sobre História Local, Cidadania e Património, ministrada pela investigadora Maria Glória Rodrigues.

Hoje, o grande dilema que se coloca à humanidade é, por um lado, a mundialização do quotidiano e, por outro, a busca das suas raízes, das suas referências, das suas pertenças identitárias. É neste contexto que as histórias nacionais devem ser ensinadas aos povos pois é nelas que se encontram os sinais de uma identidade que se forma ao longo de um processo histórico próprio e singular.

A abordagem da história está intimamente ligada com o património de cada nação. Nos nossos dias este conceito ganhou uma amplitude que o torna transversal a múltiplas áreas do conhecimento. Hoje, falar de património é falar de cultura, é falar de presente, é falar de passado, é falar de memória coletiva, é falar de conhecimentos científicos múltiplos, de conhecimentos empíricos, de evolução tecnológica, de construções arquitetónicas, de construções populares, de artes, de moral, de leis, de costumes, de hábitos e de qualquer outra manifestação que expresse a vida de um povo. É falar de como estabelecer uma ponte entre passado e futuro.

Esta formação visa ser, sobretudo, um espaço de reflexão, debate e ação que contribua para a prática da cidadania partilhada, onde os cidadãos se reconhecem na valorização da dignidade humana, no progresso do bem-estar comum, na compreensão do interesse geral resultante dos diversos interesses dos grupos e dos indivíduos que constituem uma sociedade pluralista.

Maria Glória Rodrigues é licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e professora da Escola Secundária de D. Duarte em Coimbra. Foi orientadora do Estágio Integrado na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e formadora na área de Prática e Investigação Pedagógica e Didática, no domínio das Didáticas Específicas. Da sua intensa atividade destaca-se a autoria do programa da disciplina Oficina de Arqueologia e de Divulgação e Preservação do Património (homologado pelo Ministério da Educação), a autoria a coautoria de manuais escolares, livros de apoio a alunos e professores para os 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, bem como dos programas de História C para os Cursos Tecnológicos de Ação Social do Ensino Secundário e para o Ensino Secundário de Nível Recorrente.




Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.