5 de maio: Dia da Língua Portuguesa e das culturas da CPLP

Publicado em sexta, 04 maio 2012 13:54

Espetáculos musicais, saraus, projeção de filmes, exposições, colóquios, sessões de leitura, conferências, jornadas, concursos e atividades letivas vão assinalar a 5 de maio pelo 3º ano na rede de leitorados, centros de língua (CLP), escolas e coordenações de ensino do Instituto Camões, nas embaixadas e centros culturais portugueses no mundo o Dia da Língua Portuguesa e das Culturas da CPLP.

Nas iniciativas, que englobam vários países da CPLP e se estendem, durante o mês de maio, a 32 países e a uma organização internacional (UNESCO), está prevista a participação de nomes da literatura de língua portuguesa. O escritor angolano Ondjaki desloca-se a Zagreb (Croácia), para uma série de conferências, entre 1 e 3 de maio na universidade, com que se pretende «motivar para a leitura de textos de diferentes espaços e realidades em língua portuguesa».

Em Budapeste, na Universidade ELTE, prevê-se que o escritor e jornalista Pedro Rosa Mendes apresente o seu romance Peregrinação de Emanuel Jhesus - cuja ação se passa em Timor Leste -, vencedor do prémio da APE para o melhor romance de 2011. Na capital húngara, onde as comemorações em 2011 foram organizadas pelas embaixadas de Angola, Brasil e Portugal, deverá também ter lugar uma exposição de fotografia sobre Moçambique de Ismael Miquidade e uma conferência da professora universitária angolana Inocência Mata sobre Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa.

Em Itália, a Universidade de Pádua realiza a 23 de maio a jornada Literatura, Lusofonia e Testemunho, com a intervenção dos escritores Manuel Alegre, Hélia Correia e Jaime Rocha, depois de, em março, em Viterbo, na Universidade de Tuscia, a Cátedra de Literatura e Cultura dos Países de Língua Portuguesa e a Cátedra ‘Pedro Hispano’ terem promovido um concerto-conferência com o músico Sergio Leone sobre a Musicalità della lingua portoghese: origini del samba e del fado. Na Universidade de Nápoles, além do visionamento de uma reportagem da RTP 2 sobre Sophia de Mello Breyner, haverá a leitura de poemas de poemas de autores de língua portuguesa.

Já o escritor português Gonçalo Cadilhe apresentará no CLP da Universidade de Hamburgo (Alemanha) a sua obra de literatura de viagens e um filme de divulgação. Na Alemanha ainda, as comemorações têm também lugar nas universidades de Freiburgo e Humboldt de Berlim, com música, leituras, pequenas representações e debates, e Leipzig, com uma jornada de informação sobre os estudos de língua portuguesa naquela universidade do leste.

Língua e música

Na vizinha França, destaque para o concerto Os tempos históricos da língua portuguesa, um projeto musical acolhido pela Universidade de Paris 8, e pela Cátedra Lindley Cintra da Universidade de Paris Ouest Nanterre la Défense,

que apresenta as diferentes pronúncias do português ao longo da sua evolução histórica, a partir da música de compositores do século XIX. A Universidade Lumière, de Lyon, optou por uma Semana da Língua Portuguesa, em que cada dia é dedicado a diferentes países de língua portuguesa, a José Saramago e ao fado, enquanto o CLP da Universidade Charles de Gaulle, em Lille, assinala o Dia com uma ‘Mesa de Conversação em Língua Portuguesa’ na Librairie Internationale VO.

Já a Missão Permanente de Portugal na UNESCO, em Paris, em parceria com missões dos demais países da CPLP, promove a 10 de maio um concerto com artistas de todos os países do grupo e a apresentação do documentário da RTP sobre a cantora cabo-verdiana Cesária Évora.

Umas Jornadas de Cultura Lusófona, tendo Luís da Camões como tema, foram a escolha da Universidade da Extremadura (em Cáceres), comunidade autónoma espanhola onde o idioma português tem uma forte presença no sistema público de ensino. Uma peça de teatro, uma exposição e uma palestra sobre o épico integram um conjunto de iniciativas que engloba ainda um concurso de fotografia com o tema Portugal: Tradição e Modernidade, a leitura de contos lusófonos na Biblioteca Pública, a projeção do filme Sangue do Meu Sangue, de João Canijo na Filmoteca local e a VIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa Fado Falado, a 3 de maio.

Em Espanha, a data é marcada também nas universidades de Léon, com uma semana da língua portuguesa, de Oviedo (pequena mostra de cinema luso-brasileiro) e Salamanca (tertúlia e leitura de poemas) e ainda na Casa das Línguas Ibéricas, em Alcalá de Henares. Mas em numerosos pontos da rede EPE no ensino básico e secundário de Madrid, Barcelona e Vigo estão previstas atividades letivas alusivas à data.

A realização de uma Semana Cultural dos Países de Língua Portuguesa terá também lugar em Veliko Târnovo (Bulgária), na universidade local, integrando música, exposições, conferências e um ciclo de cinema com obras de autores portugueses. Já na Universidade de St. Klimente Ohridski, de Sófia, haverá uma tertúlia poética e um concerto de música brasileira.

A Coordenação do Ensino Português no Reino Unido promove junto da comunidade portuguesa a leitura de poemas por alunos dos diferentes países da CPLP, e a leitura dramatizada de histórias de autores dos diferentes países por atores portugueses que estudam em Londres, cidade onde, no King’s College, haverá o visionamento do documentário do português Jorge Pelicano, Pare, Escute, Olhe (2011). Na mesma linha, na Universidade de Newcastle haverá uma pequena mostra de cinema lusófono promovida pelo CLP, em que será exibido o filme de Victor Lopes Língua - Vidas em Português (2002), que mostra bem a dimensão pluricontinental e multicultural da língua. Na Universidade de Liverpool haverá leitura de poemas e na de Leeds um concurso literário.

Cinema em português

O documentário de Victor Lopes integra aliás a programação das comemorações em variadas cidades do mundo – Marburgo (Alemanha), Viterbo (Itália), Belgrado (Sérvia), Montevideu (Uruguai), Goa (Índia) e Díli (Timor-Leste). Na Roménia será mesmo exibido por um canal da televisão, numa organização conjunta do CLP e da Embaixada do Brasil em Bucareste, que compreende, dias depois, um encontro na Universidade de Bucareste centrado na vida e obra de Jorge Amado, cujo centenário do nascimento se celebra. Em Timisoara, na Universidade do Oeste, além da edição de material didático, será apresentado o filme de Jorge Paixão da Costa O Mistério da Estrada de Sintra (2007), enquanto em Constança, na Universidade Ovidius, decorrerão palestras com temas de língua e cultura portuguesa.

Vamos pôr Praga a falar Português é a designação do programa do CLP de Praga, na República Checa, que compreende a abertura da exposição fotográfica São Tomé e Príncipe, da fotógrafa checa Jana Čižmářová, um ciclo de curtas-metragens portuguesas e a apresentação pública do projeto "TV Lusofonia", um projeto de conteúdos audiovisuais, com objetivos culturais e de promoção da língua portuguesa e culturas lusófonas que tem sido levado a efeito por uma equipa multidisciplinar de portugueses e checos lusitanistas residentes em Praga).

Na Europa ainda, haverá em Chipre, em maio, a exibição do filme Fados (2007), de Carlos Saura, e uma emissão de música portuguesa. Na Turquia, país dividido entre a Europa e Ásia, decorrerá de 6 a 12 de maio uma retrospetiva da cinematografia de Miguel Gonçalves Mendes, com os títulos José e Pilar (2010), A batalha dos três reis (2005) e Autografia (2004) e a presença do realizador.

Cinema foi também a forma escolhida pelas embaixadas de Portugal, Angola e Brasil assinalarem a data em Belgrado (Sérvia), onde na Kinoteka serão mostrados três filmes, entre os quais Aquele Querido Mês de Agosto (2008), de Miguel Gomes.

Em África, a data será marcada na África do Sul, na cidade do Cabo e em Joanesburgo por iniciativa da coordenação da rede EPE, bem como na Universidade do Cabo com uma Semana Cultural de Cinema Português, em que serão exibidos os filmes O Herói, A Costa dos Murmúrios, Nha Fala e A Selva.

Nas instituições de ensino superior dos países africanos em que o português é língua oficial, nomeadamente Angola, Cabo Verde e Moçambique, a data é assinalada com jornadas, colóquios e exposições.

Nas Américas, a Universidade de Georgetown, em Washington (EUA), realiza uma oficina de trabalho sobre a lusofonia e a CPLP, com professores, alunos e investigadores da especialidade, enquanto no Canadá terão lugar iniciativas em Otava e Toronto. Na universidade da capital canadiana, os embaixadores residentes dos países da CPLP intervirão e haverá uma breve exposição sobre a produção literária no espaço comunidade, bem como leitura de contos e poemas e exibição de filmes. Aos filmes, exposições e leituras, os CLP das universidades de Toronto e de York juntam a entrega dos prémios da 2.ª edição do Prémio Literário criado pela Coordenação do Ensino Português no Canadá.

Em Xangai, na China, a data será marcada pela oferta de um acervo bibliográfico à Biblioteca local e por um passeio dos alunos de língua portuguesa nas ruas cidade onde se realizaram intervenções do artista português Alexandre Farto, numa iniciativa do Departamento de Português da Universidade de Xangai.

No Médio Oriente e no Magrebe, a data é assinalada em Marrocos no Polo do Centro Cultural Português de Casablanca com o concurso ‘António Tabucchi e a Língua Portuguesa’, e em Israel com um concerto, a 8 de maio, do Quarteto Yami, no Einave Cultural Center de Telavive e uma visita a 16 de maio da fadista Cristina Branco à Universidade Hebraica de Jerusalém. Na mesma região, no Egito, o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP é assinalado com a primeira apresentação pública da exposição Azulejo Português: Diálogos Contemporâneos (v. artigo neste suplemento).


Agenda Geral de Eventos Celebrativos



Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.