China: Instituto Camões oferece publicações à Biblioteca de Xangai

Publicado em terça, 15 maio 2012 08:23

No âmbito das atividades realizadas para celebração do dia da Língua Portuguesa e das Culturas da CPLP, o Instituto Camões, através do Consulado-geral de Portugal, ofereceu à Biblioteca de Xangai cerca de 50 publicações, que incluem CD, DVD e dicionários.

A Biblioteca de Xangai, inaugurada em 1996 numa das mais conhecidas avenidas da cidade –  ocupa cerca de 83 mil metros quadrados e recebe anualmente dois milhões de leitores – tem um acervo com cerca de 51 milhões de peças, entre os quais quase dois milhões de livros. Esta oferta vai colmatar a ausência de obras de literatura e cultura, em português, no espaço internacional daquela biblioteca, dedicado a publicações estrangeiras.

A oferta foi concretizada por Filipa Teles, leitora do Instituto Camões na Universidade da Estudos Internacionais de Xangai.

A doação do Instituto Camões inclui obras de José Saramago, António Lobo Antunes, Eça de Queiroz, Luis de Camões, antologias de poesia, diferentes obras de consulta sobre  artes plásticas, música e História de Portugal, entre outras.

Esta doação corresponde ao momento em que o estudo da língua portuguesa está em franca expansão na china, havendo já alguns milhares de estudantes em mais de 15 cidades.

Xangai é considerada a capital económica da China e, devido à marcante influência europeia ao longo de séculos, é a maior e mais cosmopolita cidade chinesa, com cerca de 23,5 milhões de habitantes.




Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.