Moçambique: Instituto Português de Fotografia promove oficina de trabalho em Maputo

Publicado em terça, 15 maio 2012 09:53

“Das Letras à Fotografia” é a temática da oficina de trabalho que o Instituto Português de Fotografia promove entre 14 e 18 de maio na Associação Moçambicana de Fotografia em Maputo, numa parceria entre aquelas associações, a Associação Kulungwana e o Instituto Camões-Centro Cultural Português, estando aberta à comunidade de fotógrafos moçambicanos.

O objetivo desta oficina de trabalho será despertar em cada um dos participantes uma criatividade imagética, no sentido de os levar a criar uma narrativa fotográfica que descreva a sua leitura pessoal de uma obra de Mia Couto.

No que respeita a conteúdos, serão abordados temas como a narrativa fotográfica e a sua relação com a criação artística contemporânea, os cruzamentos criativos na conceção de uma obra fotográfica e aspetos técnicos e criativos no processo de desenvolvimento de trabalhos fotográficos.

Equipa formativa

Alexandre Souto | Formador do IPF e responsável pelos projetos externos do IPF

Armanda Bastos |Fotógrafa e professora de Língua Portuguesa e Inglesa

O Instituto Português de Fotografia é uma entidade vocacionada para a formação e promoção cultural na área da Fotografia que conta com 40 anos dedicados ao ensino e promoção da Fotografia em Portugal
Fundado em 1968, o IPF foi em Portugal a primeira escola de fotografia com vocação universal (até então o ensino da Fotografia foi um privilégio da Instituição Militar). Segundo o IPF, fotografar implica conhecer, compreender e utilizar um conjunto de recursos técnicos. Ali, além de se ensinarem essas técnicas, procura-se dar aos formandos os fundamentos que as tornam compreensíveis: ensinam-se técnicas, mas não se dão receitas, ensina-se a pensar.




Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.