Moçambique: “Rafa” de João Salaviza no KUGOMA

Publicado em quarta, 04 julho 2012 09:19

Acontece em Maputo, entre 5 e 15 de julho de 2012, a 3.ª edição do KUGOMA – Fórum de Cinema de Curta-metragem, uma mostra internacional de cinema caracterizada por sessões gratuitas e ao ar livre, nos bairros da cidade.

Procurando colmatar a ainda escassa oferta de salas de cinema bem como o preço e localização das existentes, o KUGOMA exibe, sempre às 18:30, mais de uma centena de filmes para todas as idades, com especial destaque para a produção nacional e, os filmes para audiências infantojuvenis, num esforço pela criação de novos públicos.

O KUGOMA convidou também alguns formadores que vão dinamizar duas oficinas piloto e um seminário: a Oficina Piloto de Práticas de Jornalismo Cultural para Rádio, para um grupo de 12 estudantes da Escola de Comunicação e Artes (ECA), que decorrerá no Instituto Nacional de Audiovisual e Cinema (INAC).

A Oficina de Teatro de Sombras que Tânia Silva vai dinamizar, com 12 crianças e quatro monitores (estudantes) da Escola Nacional de Artes Visuais (ENAV), com apoio da Escola Portuguesa de Moçambique, das Águas da Namaacha e da Iodine, e cujo resultado será apresentado no último dia do evento, 15 de julho, com início às 15:30.

Heinz Hermanns, diretor do Festival InterfilmBerlin, com o patrocínio da Embaixada da Alemanha e o apoio do Instituto Cultural Moçambique - Alemanha (ICMA), vai dirigir o seminário“The Art of Short Filmmaking” nas instalações do INAC , entre 12 e 14 de Julho, destinado a jovens cineastas e cinéfilos, amadores e profissionais.

Em 2012 o KUGOMA oferece uma nova secção ‘Arquivos de Imagens em Movimento’, homenageando o decano do cinema moçambicano, José Cardoso, na sua sessão de abertura, dia 5 de Julho, em que será apresentada a curta-metragem “Anúncio” em versão digital. Esta secção apresenta um programa variado de arquivos oriundos de Portugal (Cinemateca Portuguesa), Brasil (Projeto Thomaz Farkas), Espanha (Arquivo da Guerra Civil/Huesca), Áustria (Volks) e EUA (domínio público), sempre na sala do INAC.

Os festivais parceiros desta 3ª edição apresentam programas selecionados dos seus premiados: Curta Santos (Brasil), Huesca (Espanha), Shortcutz (Portugal), Kuki (Alemanha), Black&White (Portugal) e Interfilm (Alemanha), que serão exibidos no jardim do CCFM – Centro Cultural Franco-moçambicano.

Serão exibidas duas séries de caráter educativo: a coletânea “Untold – histórias por contar”, uma colaboração entre vários países africanos, entre os quais Moçambique, com a curta “A Tempestade”, de Orlando Mesquita (produzida pela N´weti); a série “Why democracy?”, da Steps (África do Sul), um conjunto de 17 visões de outros tantos realizadores, sobre as questões da democracia no planeta. Filmes para debater.

A 2.ª experiência “One Minute”, com apoio da AMOCINE (2009), vai também ser exibida nos bairros, mostrando duas dezenas de filmes de um minuto realizados por jovens moçambicanos.

Também dos jovens realizadores moçambicanos serão exibidas as mais recentes obras: “Outra Fala” de José Nhantumbo, “Alface e Couve” de Natércia Chicane, “Como é que se faz?” de Diana Manhiça, “Depois do Muro” de Mickey Fonseca e Peter Steudtner e “Afrocracy”. Algumas curtíssimas “clássicas” como “A bola” de Orlando Mesquita e “I love you” de Rogério Manjate, e os filmes de animação ambiental de Fábian Ribezzo, sobre cuja receção pelo público, os formandos da ECA terão a tarefa de reportar, complementam a programação de filmes moçambicanos.

Filmes que se distinguiram nos festivais internacionais são apresentados com destaque: “As Espadas” de Cédric Ido (Fespaco), “O Ruído do Mar” de Ana Fernandes (Óscares) e “Rafa” de João Salaviza (Berlim), integram também a programação deste ano.

Com sessões no Instituto Nacional de Audiovisual e Cinema e no Centro Cultural Franco-Moçambicano durante a semana, o KUGOMA volta a marcar presença nos bairros de Mafalala, Aeroporto (ENAV) e Ka Tembe, nos dias 6,7,8,13 e 14 de julho, sempre às 18:30, com mais de uma centena e meia de filmes, para todas as idades.

Com o apoio de várias empresas moçambicanas, o evento volta a contar com o financiamento da Cooperação Espanhola e das Embaixadas da Espanha e da Alemanha em Moçambique, para além da Águas de Namaacha, Ciedima e Mega Cash & Carry.

 

Seminário: A Arte do Filme de Curta-metragem

 

Destaques para quinta-feira, dia 12 de julho:

Ciclo "Turismo nas Colónias" (Cinemateca Portuguesa):

Portugal Desconhecido, de Faria de Almeida, 1969, 17 m.

Portugal, 850km de Praias, de António Escudeiro, 1973, 12 m

O Deserto de Angola, de José de Sá e António da Mata, 1932, 7 m

Horizonte Angolano, de Elso Roque e João Mendes, 1973, 15 m

Local: Auditório do INAC, Av. Agostinho Neto nº 960 - Maputo (ao lado do Centro Cultural Universitário)

Hora: 18,30 h

 

Ciclo "Jovens Realizadores":

As Espadas, de Cédric Ido, 2011, 25 m

O Ruído do Mar, de Ana Fernandes, 2010, 26 m

Arena; Cerro Negro; Rafa, uma trilogia de João Salaviza, 2009 (Palma de Ouro no Festival de Cannes), 2010 (Prémio de Melhor Realizador no Indie Lisboa), 2011 (Urso de Ouro no Festival de Berlim), 

Local: Auditório do Centro Cultural Franco-Moçambicano - Praça da Independência - Maputo

Hora: 18h30

http://kugoma.blogs.sapo.mz/">http://kugoma.blogs.sapo.mz

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.