Egito: Teresa Vilaverde no júri do festival de cinema de Luxor

Publicado em quinta, 13 setembro 2012 10:03

A realizadora portuguesa Teresa Vilaverde vai fazer parte do júri da competição de longas-metragens do Festival do Filme Europeu e Egípcio de Luxor, no Egito, entre 17 e 22 de setembro, a que concorrem também obras dos cineastas portugueses Sérgio Tréfaut e Luís Diogo.

Com as atrizes Isabel Ruth e Maria de Medeiros como protagonistas, Viagem a Portugal (2011) - uma estreia na ficção de Sérgio Tréfaut, que no entanto se mantém fiel ao tema da imigração em Portugal tratado no documentário Lisboetas (2004) - concorre na competição de longas-metragens com películas oriundas da Alemanha, França, Roménia, Grécia, Finlândia, Estónia, Sérvia e Egito.

«Viagem a Portugal é um filme político sobre os procedimentos de controlo de estrangeiros nos aeroportos europeus e sobre o tratamento desumano, que é aceite como prática comum nos dias de hoje», indica a sinopse do filme exibido em Luxor, com a presença do realizador português.

Tréfaut tem uma já antiga ligação ao Egito, onde rodou o premiado documentário A Cidade dos Mortos (2009), sobre a vida no maior cemitério do Cairo, e que foi exibido pela primeira vez na capital egípcia, a 13 de fevereiro, na presença do realizador português.

Noite Gélida em Castelo Branco, filme escrito e realizado por Luís Diogo, faz parte da lista de 40 películas que participam na competição de curtas-metragens do festival, que compreende uma homenagem ao ator egípcio Ahmed Helmy e uma retrospetiva do cinema britânico.

Segundo a sinopse do ICA, o filme de Luís Diogo «conta a história de como Sofia suspeita ter encontrado o pai que nunca conheceu ao meter conversa com um sem-abrigo, durante uma visita à cidade de Castelo Branco».

O festival é organizado pela Fundação para a Cultura e Artes NOON (NOONCA), uma organização sem fins lucrativos que visa o desenvolvimento de atividades artísticas e culturais em todas as regiões do Egito e, especialmente, as regiões que mais sofrem com a sua ausência.

A participação do filme de Sérgio Tréfaut no festival foi organizada com o apoio da Embaixada de Portugal e do Camões, IP.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.