África do Sul: Ação de formação para professores

Publicado em quarta, 21 novembro 2012 10:01

Uma ação de formação para os professores de português vai realizar-se a 23 de novembro no Centro de Recursos do Consulado-Geral de Portugal em Joanesburgo, organizada pela Coordenação de Ensino Português (EPE) do Camões IP neste país da África Austral.

Está prevista a participação de 25 professores de português que trabalham na África do Sul e na Suazilândia, numa ação que está a cargo da formadora Ana Cristina Dias, uma especialista na área do ensino aprendizagem do PLE (Português Língua Estrangeira) e que está atualmente a trabalhar no CIAL – Centro de Línguas, em Lisboa

A ação, com o patrocínio da editora Lidel, está dividida em três módulos: ‘O ensino do PLE para o século XXI: saberes, competências e instrumentos’, ‘Operacionalização das competências gerais e comunicativas’ e ‘Para uma autonomia reflexiva do aprendente de Língua Estrangeira: da palavra à comunicação’.

Como principais objetivos dos temas, o coordenador do Ensino Português na África do Sul, Rui Vicente de Azevedo, destacou a caracterização de metodologias de ensino do PLE, a descrição de práticas pedagógicas com base no referencial teórico do Quadro Europeu Comum de Referência, a reflexão sobre o papel do professor como agente intercultural, a avaliação da função dos materiais de ensino do PLE no processo ensino-aprendizagem em contextos de não imersão linguística, o diagnóstico das necessidades linguístico-comunicativas dos aprendentes de PLE, a adequação dos conteúdos curriculares às particularidades do público-alvo, a adequação de diferentes tipologias de atividades de receção, produção e interação às necessidades do aprendente enquanto ator social e falante intercultural, a integração do PEL (Portefólio Europeu de Línguas) no processo de aprendizagem.

No presente ano letivo de 2012, que termina em dezembro, a rede EPE na África do Sul tem 22 professores espalhados pelas áreas consulares de Joanesburgo, Cidade do Cabo e Pretória, onde ensinam português em 77 escolas a 2514 alunos do ensino pré-escolar ao secundário, e uma leitora do Camões IP na Universidade de Witwatersrand de Joanesburgo. Em Mbabane, na Suazilândia, a rede EPE tem 2 professores para cerca de 900 alunos.

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.