França: Fado na Universidade Jean Monnet

Publicado em segunda, 04 fevereiro 2013 17:06

Uma conferência-concerto e um espetáculo dão corpo esta semana a um programa cultural dedicado ao Fado organizado pelo leitorado de Português da Universidade Jean Monnet, em Saint-Etienne, no sudoeste de França.

O evento sobre a temática O Fado - Património imaterial da Humanidade está dividido em dois momentos, o primeiro dos quais, a 6 de fevereiro, é a conferência-concerto com o professor e cantor Manuel Mendes, que se debruçará sobre a História do Fado e as suas variantes musicais e poéticas. Durante a conferência, Manuel Mendes também cantará fados ao som da Guitarra Portuguesa.

O segundo momento, a 8 de fevereiro, no âmbito de comemorações realizadas todos os anos, juntará numa ‘Noite de Fado’ os artistas Custódio Castelo e Cristina Maria, que «apresentarão melodias originais e sonoridades inovadoras, prestando homenagem a grandes fadistas como Amália Rodrigues».

Este concerto surge após o lançamento do álbum de originais Inventus de Custódio Castelo, «no qual o músico cria novas melodias e transforma a Guitarra Portuguesa», diz uma nota do leitorado apoiado pelo Camões, I.P., que refere igualmente «a importância de fadistas e músicos de renome como Carlos Paredes e de Amália Rodrigues, que influenciaram a produção musical da atual geração de fadistas e de Custódio Castelo».

Com a parceria da Associação Cultural Portuguesa de Saint-Etienne, o evento é organizado pela docente de português na Universidade Jean Monnet, Vanessa Petrov, e pelos departamentos de Espanhol, Português e Catalão e de Línguas Estrangeiras Aplicadas (LEA) da mesma universidade.

Segundo a leitora, «um grande número de estudantes» matriculou-se nos últimos anos nas disciplinas de Português e Civilização Portuguesa e Lusófona da Universidade Jean Monnet. Mais de uma centena de alunos aprendem português nesta universidade, indica a nota do leitorado.

Este facto «denota o interesse sempre presente» pelo português e pelas culturas dos países de língua portuguesa, segundo Vanessa Petrov, que refere a frequência anual por estudantes da Universidade Jean Monnet, através do protocolo Erasmus, da Universidade do Algarve e a realização por alguns deles de estágios profissionalizantes em Portugal.

Para a evolução dos Estudos Portugueses, Vanessa Petrov diz que contribuiu «não só o método de ensino inovador, mas também, o conjunto de atividades culturais que atraem cada vez mais alunos e o público em geral».

No programa de atividades do leitorado de Português, do Departamento de Português, Espanhol e Catalão e do Departamento de Línguas Estrangeiras Aplicadas da Universidade Jean Monnet para 2013 estão previstos encontros com a escritora Alice Machado, a artista Odile Bertotto e o escritor Milton Hatoum, entre outros, bem como «exposições de pintura e de fotografia que ilustram as culturas portuguesa e lusófonas, e vários momentos culturais acerca da Lusofonia».

Este concerto surge após o lançamento do álbum de originais Inventus de Custódio Castelo, «no qual o músico cria novas melodias e transforma a Guitarra Portuguesa», diz uma nota do leitorado apoiado pelo Camões, I.P., que refere igualmente «a importância de fadistas e músicos de renome como Carlos Paredes e de Amália Rodrigues, que influenciaram a produção musical da atual geração de fadistas e de Custódio Castelo».

Com a parceria da Associação Cultural Portuguesa de Saint-Etienne, o evento é organizado pela docente de português na Universidade Jean Monnet, Vanessa Petrov, e pelos departamentos de Espanhol, Português e Catalão e de Línguas Estrangeiras Aplicadas (LEA) da mesma universidade.

Segundo a leitora, «um grande número de estudantes» matriculou-se nos últimos anos nas disciplinas de Português e Civilização Portuguesa e Lusófona da Universidade Jean Monnet. Mais de uma centena de alunos aprendem português nesta universidade, indica a nota do leitorado.

Este facto «denota o interesse sempre presente» pelo português e pelas culturas dos países de língua portuguesa, segundo Vanessa Petrov, que refere a frequência anual por estudantes da Universidade Jean Monnet, através do protocolo Erasmus, da Universidade do Algarve e a realização por alguns deles de estágios profissionalizantes em Portugal.

Para a evolução dos Estudos Portugueses, Vanessa Petrov diz que contribuiu «não só o método de ensino inovador, mas também, o conjunto de atividades culturais que atraem cada vez mais alunos e o público em geral».

No programa de atividades do leitorado de Português, do Departamento de Português, Espanhol e Catalão e do Departamento de Línguas Estrangeiras Aplicadas da Universidade Jean Monnet para 2013 estão previstos encontros com a escritora Alice Machado, a artista Odile Bertotto e o escritor Milton Hatoum, entre outros, bem como «exposições de pintura e de fotografia que ilustram as culturas portuguesa e lusófonas, e vários momentos culturais acerca da Lusofonia».

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.