Hélia Correia distinguida com Prémio Literário Correntes d’Escrita/Casino da Póvoa

Publicado em sexta, 22 fevereiro 2013 18:56

O livro A Terceira Miséria, da escritora portuguesa Hélia Correia, foi distinguido com o Prémio Literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa, anunciado na abertura do programa oficial da 14.ª edição deste festival literário, que decorre de 21 a 23 de Fevereiro de 2013 na Póvoa do Varzim.

Segundo o júri do prémio – constituído por Almeida Faria, Carlos Vaz Marques, Helena Vasconcelos, José Mário Silva e Patrícia Reis - esta obra de Hélia Correia, “mais do que um conjunto de poemas, é um longo poema construído a partir da matriz clássica europeia para reflectir sobre questões fundamentais do Ocidente”.

O Prémio Literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa, no valor de 20 mil euros, foi este ano consagrado à poesia. Ao galardão concorreram 75 títulos.

Nascida em Lisboa, Hélia Correia – que esta semana tinha já sido distinguida com o Prémio Vergílio Ferreira pela Universidade de Évora (pelo conjunto da sua obra) – estudou Filologia Românica e foi professora do ensino secundário. É romancista, poeta e dramaturga.

O Separar das Águas (1981), A Casa Eterna (Prémio Máxima de Literatura, 2000), Lillias Fraser (Prémio de Ficção do Pen Club, 2001, e Prémio D. Dinis, 2002), Bastardia (Prémio Máxima de Literatura, 2006) e Adoecer (Prémio da Fundação Inês de Castro, 2010) são algumas das obras que integram a sua vasta bibliografia.

Na presente edição, o Festival Correntes d’Escrita – Encontro de Escritores de Expressão Ibérica reúne mais de meia centena de escritores, críticos, professores universitários, editores, tradutores e jornalistas, entre portugueses, brasileiros, africanos, espanhóis e naturais de outros países da América Latina.

O programa do evento inclui debates, lançamento de livros, cinema e exposições.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.