Etiópia: Sucesso de exposição organizada pela Embaixada de Portugal

Publicado em terça, 12 março 2013 15:48

Uma média de 480 pessoas visitou diariamente a exposição internacional BRIDGES, com peças de arte indígena, artesanato cerimonial, arte moderna e contemporânea, inaugurada a 1 de março no Museu Nacional da Etiópia, em Adis Abeba, numa iniciativa organizada pela Embaixada de Portugal na Etiópia, com o apoio do Camões, I.P.

Alunos de escolas públicas e privadas, estudantes e professores universitários, famílias, turistas de todo o mundo e artistas puderam visitar a exposição que dá a conhecer obras de 45 artistas plásticos internacionais, de países como Rússia, Estados Unidos da América, Portugal, Brasil ou Moçambique,

A 8 de março no âmbito da exposição, foi projetado o documentário MUVART (2005) realizado por José Augusto Nhantumbo, sobre a emergência do Movimento de Arte Contemporânea de Moçambique (MUVART), uma associação de jovens artistas que reclama uma rutura com as formas tradicionais das artes plásticas.

Durante os 52 minutos de documentário os espetadores foram chamados a acompanhar os preparativos dos membros do MUVART para a sua primeira participação numa feira internacional de arte contemporânea.

A inauguração a 1 de março da exposição, que tem como curadores Desta Y. Meghoo - uma promotora cultural, nascida na Jamaica e residente na Etiópia onde tem coordenado eventos como Africa Unite, comemorando o 60.º aniversário de Bob Marley (2005) - e Isabel Boavida, leitora do Camões, I.P na Universidade de Adis Abeba e diretora da Secção de Língua Portuguesa na União Africana, contou com cerca de 500 convidados presentes, membros do corpo diplomático, de instituições internacionais, representantes do governo etíope, académicos, artistas, galeristas, empresários.

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.