Colômbia: Portugal país convidado da Feira do Livro de Bogotá

Publicado em quinta, 11 abril 2013 14:27

Vinte escritores e personalidades, 34 obras traduzidas e publicadas, um pavilhão com 3 mil metros quadrados – estes são os grandes números da presença de Portugal na 26ª edição da Feira Internacional do Livro de Bogotá (FILBo), onde é este ano o país convidado e que decorre entre 17 de abril e 1 de maio.

A feira de 2013 tem como tema o ‘Mar’ e como comissário-geral da representação portuguesa na FILBo, o colombiano Jerónimo Pizarro, responsável pela cátedra de Estudos Portugueses ‘Fernando Pessoa’, na Universidade dos Andes, apoiada pelo Camões, IP. Sendo ele próprio um especialista da obra de Pessoa, escolheu um poema do autor da Mensagem para epígrafe dessa mesma participação - «Ó mar anterior a nós, teus medos/ Tinham coral e praias e arvoredos.»

Entre os escritores que visitarão Bogotá e que estarão presentes em diversas atividades, dentro e fora da feira, encontram-se Adélia Carvalho, Afonso Cruz, Ana Luísa Amaral, André Letria, Carla Maia de Almeida, Dulce Maria Cardoso, Fernando Pinto do Amaral, Francisco José Viegas, Gastão Cruz, Inês Pedrosa, José Eduardo Agualusa, José Luís Peixoto, José Tolentino Mendonça, Mia Couto, Miguel Real, Nuno Júdice, Ricardo Araújo Pereira, Valter Hugo Mãe e Vasco Graça Moura. A imprensa noticiou também a presença de Pilar del Río, a companheira de José Saramago, tradutora da sua obra e presidente da fundação com o nome do único Nobel da Literatura de língua portuguesa.

A feira foi antecedida pela realização de um ciclo de palestras intitulado ‘Portugal Moderno’, organizado pela Câmara Colombiana do Livro e pelo Colégio Gimnasio Moderno, uma prestigiada escola de Bogotá, fundada em 1914 por uma geração de ‘livres-pensadores’ colombianos, cuja biblioteca acolheu os conferencistas. O ciclo, entre 19 de fevereiro e 2 de abril, arrancou com uma conversa com o tema ‘Pessoa: um moderno singular’ a cargo de Manuel Hernández, a que se seguiu uma outra em que Jerónimo Pizarro, falou sobre a figura do autor português e dos seus heterónimos. Em março, ‘O misterioso mundo de Eça de Queirós’ foi tratado por Julio Paredes; ‘Saramago, lugar único’ foi abordado por Fernando Galindo e o cinema contemporâneo português, por Hugo Chaparro.

Segundo a apresentação da participação portuguesa, o pavilhão dedicado à literatura e à cultura portuguesas, em que será possível encontrar títulos em português e traduções de obras portuguesas, acolherá encontros literários e permitirá visitar uma exposição dedicada a Portugal «e descobrir por que Vergílio Ferreira declarou que da sua língua se vê o mar».

No âmbito da participação portuguesa na feira, a fadista Mísia dará um espetáculo no Teatro Eliécer Gaitán, de Bogotá, a 27 de abril, e fará uma apresentação a 29 na Universidade dos Andes, intitulada Mísia e os poetas.

A tradução e publicação de 34 obras destinadas a serem lançadas no quadro da feira foi feita com o apoio do Camões, IP e da Direção Geral do Livro, Arquivo e Bibliotecas (DGLAB). Assim, na livraria do pavilhão poderão encontrar-se «as obras dos escritores portugueses mais conhecidos na Colômbia — Luís de Camões, Eça de Queirós, Fernando Pessoa, José Saramago e António Lobo Antunes —, mas também as obras de todos os outros autores que falta conhecer melhor ou descobrir», segundo se lê na apresentação da participação portuguesa no sítio da FILBo.

Na capital colombiana também estarão «figuras ou personalidades» de Portugal e «nos espaços distritais, nas bibliotecas públicas, nas universidades, nos centros culturais e noutros locais de Bogotá, estão previstas atividades com todas as figuras que integrem a comitiva portuguesa».

A escolha de Portugal como país convidado de honra da feira foi anunciada no ano passado, quando o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, fez uma visita oficial à Colômbia, país com o qual Portugal tem vindo a reforçar os seus laços, não só culturais como económicos. Além da cátedra ‘Fernando Pessoa’, o Camões, IP, apoia também um leitorado na Universidade Nacional da Colômbia e em maio de 2012 foi criada uma Câmara de Indústria e Comércio Luso-Colombiana.

Esta será a segunda vez consecutiva que a língua portuguesa estará em destaque na feira colombiana, depois de o Brasil ter sido o país convidado em 2012.

Programa

Notícias publicadas:
El Tiempo - 14/04/2013
RCN - 10/04/2013
El Espectador - 9/04/2013
Público - 4/04/2013
El Tiempo - 27/03/2013
El Espectador - 16/04/2013

Divulgação da Universidade dos Andes

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.