‘Pessoa em Nova Iorque’

Publicado em segunda, 15 abril 2013 17:08

A projeção do filme ‘O Livro do Desassossego’, de João Botelho, no reputado MoMA (Museu de Arte Moderna) de Nova Iorque, marcou domingo, 14 de abril, o primeiro dia de um ciclo dedicado a Fernando Pessoa (1888-1935) naquela cidade e em New Jersey, que decorre até 17 de abril.

A série de eventos à volta do escritor português, de que este ano se assinalam os 125 anos do nascimento, é promovida pelo Art Institute (AI), uma organização sem fins lucrativos - dirigida pela portuguesa Ana Ventura Miranda -, destinada a produzir e difundir projetos e criadores contemporâneos portugueses, e pelo Teatro do Bairro.

A encerrar a programação terá lugar quarta-feira uma palestra na Poets House, a cargo do tradutor e académico luso-americano Richard Zenith, distinguido com o Prémio Pessoa em 2012.

‘Pessoa em Nova Iorque’ abriu domingo com a leitura de poesia na Sonnabend Gallery, onde teve lugar um cocktail de aniversário do Art Institute, entidade com a qual o Camões, IP celebrou recentemente um protocolo de colaboração cultural, em cujos termos toda a programação da organização em Nova Iorque tem o seu apoio.

Durante o ciclo, o filme de João Botelho, com base na obra homónima de Pessoa, é também exibido no Anthology Film Archives de Nova Iorque e na Universidade de Rutgers, em New Jersey, sendo a projeção neste último local seguida de uma conversa com a presença do realizador português.

No ano passado, o AI realizou a semana de Saramago, o qual, segundo Ana Miranda, «é um autor mais conhecido nos Estados Unidos». «Fernando Pessoa é mais conhecido na Europa».

«Várias pessoas ligadas aos meios literários começaram a falar-nos em Fernando Pessoa e no interesse que tinha fazer algo com a sua obra. Pareceu-nos a continuação mais natural», disse à Agência Lusa a diretora do AI, para quem «há muita abertura do público americano para o Portugal contemporâneo, apesar de haver pouco conhecimento». Segundo ela, «o que é preciso é um trabalho continuado de promoção, de forma sustentada, que desperte e alimente o interesse do público».

O atual ciclo dedicado a Pessoa é também apoiado pela Fundação Luso-Americana, o Consulado-Geral de Portugal em Newark, Poets House e a produtora Ar de Filmes.

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.