Eduardo White vence Prémio Literário Gloria de Sant’Anna, 2013

Publicado em segunda, 27 maio 2013 17:13

A obra de poesia “O Poeta Diarista e os Ascestas Desiluminados” valeu ao autor moçambicano o Prémio Literário Gloria de Sant’Anna 2013, naquela que foi a primeira edição do certame em Portugal e países lusófonos.

O prémio, que distingue o autor do melhor livro de poesia em Língua Portuguesa com o valor pecuniário de 3000 euros, é atribuído pelo Grupo de Ação Cultural de Válega (GAC).

O júri que deliberou o vencedor foi constituído por Fernanda Angius, estudiosa de Literatura Moçambicana, Teresa Roza D’Oliveira, artista plástica, Eugénio Lisboa, ensaísta e crítico literário, Victor Oliveira Mateus, escritor, e Américo Matos, diretor do Jornal de Válega.

A par do GAC, colaboram na organização do prémio a família da poetisa Glória de Sant'Anna, Câmara Municipal de Ovar, Junta de Freguesia de Válega, Rebelo Artes Gráficas, Sacavém Cardoso, Leonor Barata Lopes dos Santos e Andrade Paes.

 
“Nada,
Nem sequer um limpo pranto,
Um olhar branco, uma agonia.
Nada.
A tudo é imune, o faquir,
Até ao sal, disso, indiferente.
Ele, o rosto e o corpo,
Nitidamente permanecem
Indeformáveis e intactos.”

Eduardo White In O Poeta Diarista e os Ascetas Desiluminados (Alcance Editores – Moçambique)

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.