Grão-Duques do Luxemburgo assistem a filme sobre Aristides de Sousa Mendes

Publicado em quinta, 13 junho 2013 18:02

Os Grão-Duques do Luxemburgo estiveram presentes na inauguração da Quinzena do Cinema Português, no Luxemburgo, assistindo ao filme “O Cônsul de Bordéus” sobre Aristides de Sousa Mendes, realizado por Francisco Manso e João Correia.

Os Grão-Duques do Luxemburgo desejaram, assim, participar na homenagem ao diplomata português que, em 1940, concedeu vistos à Grã-Duquesa Charlotte, bisavó do Grão-Duque Henri, a seu avô, então com 17 anos, e a outros membros da família, bem como a vários membros do Governo luxemburguês que haviam abandonado o país à entrada das tropas alemãs.

O cinema Utopolis exibe sete filmes de realizadores portugueses, de João Canijo a Nicolau Breyner, entre os dias 4 e 18 de junho de 2013, no âmbito da Quinzena do Cinema Português, no Luxemburgo.

Para além de “O Cônsul de Bordéus” serão projetados A Teia de Gelo, de Nicolau Breyner; Estrada de Palha, de Rodrigo Areias; As Linhas de Wellington, de Valeria Sarmiento; Sangue do Meu Sangue, João Canijo; Rafa, Arena e Cerro Negro, três curtas-metragens de João Salavisa; e Photo, de Carlos Saboga

Esta iniciativa é organizada pela Embaixada de Portugal no Luxemburgo, Centro Cultural Português no Luxemburgo e pelo Cinema Utopolis, com o apoio do Banco Espírito Santo, da TAP, da Bexeb, da Rádio Latina, do Bomdia.lu e do Jornal Contacto.

Programa

 

 

Tópicos neste artigo:
Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.